Operação Divisas cumpre 34 mandados contra organização criminosa ligada ao tráfico de drogas em AL e SE

play-rounded-fill

A Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP) coordenou, nesta quinta-feira (09), uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar de Alagoas e de Sergipe, com o objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas nos dois estados. A ação cumpre 16 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão nas cidades de Piaçabuçu, Brejo-Grande (SE) e Aracaju (SE).

De acordo com as investigações, realizadas pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), da Polícia Civil de Alagoas, em parceria com o 11° Batalhão da Polícia Militar, essa organização criminosa atuava na prática de tráfico de entorpecentes, porte ilegal de arma de fogo, além da prática de diversos homicídios na região do Baixo São Francisco, o que estava causando distúrbios sociais. O trabalho investigativo durou cerca de seis meses.

A ação é denominada Divisas em virtude de a atividade ilícita ocorrer principalmente entre as cidades de Piaçabuçu e Brejo Grande, sendo ambas banhadas pelo Rio São Francisco.

A DEIC realizou a representação dos mandados com base nas provas técnicas obtidas e os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Até o momento, 14 pessoas foram presas. Onze prisões aconteceram em Piaçabuçu, uma em Brejo Grande e três em Aracaju.

Durante o cumprimento dos mandados em Piaçabuçu, um dos alvos recebeu as equipes policiais a tiros. Os militares revidaram a injusta agressão sofrida e o indivíduo acabou ferido e não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Também foram apreendidos um revólver, uma pequena quantidade de droga e de dinheiro em espécie.

Efetivo empregado

Para o cumprimento dos mandados foram empregados policiais militares de Alagoas do 11° Batalhão, do 3º Batalhão, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e do Batalhão Rodoviário. A Polícia Militar de Sergipe empregou policiais do Comando de Operações Especiais (COE-PMSE).

Já a Polícia Civil contou com a participação de agentes do Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (Tigre), da seção de capturas e NI da DEIC, da Gerência de Polícia Judiciária da Área 3 (GPJ-3) e da 7ª Delegacia Regional de Polícia de Penedo.

A Polícia Civil sergipana deu apoio através da Delegacia de Malhada dos Bois. Além disso, também houve apoio do grupamento aéreo da SSP de Alagoas.

A população é grande parceira das forças de segurança no combate ao crime e pode contribuir com o trabalho da Segurança Pública realizando denúncias sobre homicídios, tráfico de drogas, roubos, organizações criminosas, dentre outros, por meio do Disque Denúncia. As ligações para o 181 são gratuitas e o sigilo é garantido.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
Hide picture