Vigilância Sanitária recolhe materiais laboratoriais descartados irregularmente em via pública no bairro do Poço


Na última semana, a Vigilância Sanitária (Visa) esteve presente na Rua Elza Soriano, no bairro do Poço, para recolher materiais laboratoriais descartados de forma irregular. Segundo denúncias de moradores da região, fiscais da Visa encontraram tubos de sangue, agulhas e embalagens de seringas marcadas com nomes de supostos pacientes.

Ao constatarem a infração, os fiscais agiram imediatamente para recolher o material e encaminhá-lo para o devido descarte, ação que foi necessária para evitar riscos à saúde da população. O chefe especial da Visa, Airton Santos, frisou a proibição da exposição de resíduos de serviços de saúde em via pública, enfatizando a responsabilidade dos estabelecimentos de saúde na gestão adequada desses materiais.

A atitude irresponsável de descartar de forma irregular os materiais laboratoriais levou a Visa a acionar a Delegacia de Crimes Ambientais para investigar o caso. Imagens de câmeras de segurança da região já foram solicitadas para contribuir com o processo de identificação do autor da ação e autuação conforme as normas da vigilância.

A Visa reforça que a responsabilidade pelo descarte de resíduos de saúde recai sobre os hospitais, clínicas, laboratórios, consultórios e demais serviços, que devem contar com contratos estabelecidos com empresas especializadas no gerenciamento desse tipo de material. Essa medida é fundamental para prevenir riscos de contaminação do solo e da água, demonstrando o compromisso com a segurança da população.

O descarte irregular de materiais laboratoriais é uma infração que não pode ser tolerada e a atuação da Visa é uma demonstração do compromisso com a vigilância e proteção da saúde pública. A investigação em andamento destacará a gravidade do ocorrido e a necessidade de medidas efetivas para evitar que situações como essa se repitam no futuro.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo