TJDFT intima Michelle Bolsonaro para depor em processo por uso indevido de imagem de Leila Diniz em postagem política.


A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro foi intimada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) para depor em um processo movido pela filha da atriz e modelo Leila Diniz, Janaina Diniz Guerra. A acusação é de uso indevido da imagem da falecida atriz em uma montagem postada na conta do PL Mulher em fevereiro de 2023, durante a pré-campanha de Michelle Bolsonaro. Segundo Janaina, a postagem foi uma imensurável ofensa à memória de sua mãe e pede a remoção do conteúdo, juntamente com uma indenização de R$ 52,8 mil.

O fato que originou o processo foi uma montagem em que a imagem de Leila Diniz, juntamente com as de outras atrizes importantes, aparecia ao lado do rosto de Michelle Bolsonaro. A intenção da postagem era celebrar a conquista do voto feminino, mas Janaina argumenta que o uso político não autorizado da imagem de sua mãe respaldando a pré-campanha de Michelle Bolsonaro é uma ofensa ao legado de Leila Diniz.

Não é a primeira vez que a imagem de Leila Diniz é alvo de polêmica no contexto político. Em dezembro de 2022, a ex-secretária de Cultura, Regina Duarte, também foi alvo de um processo por compartilhar a mesma fotografia em suas redes sociais, dessa vez associando a imagem de Leila Diniz a manifestantes pró-ditadura durante o regime militar. A atriz também foi acusada de uso indevido da imagem e teve que responder judicialmente.

A audiência entre Michelle Bolsonaro e Janaina Diniz Guerra está marcada para o próximo dia 21, às 14h, na cidade do Rio de Janeiro. O caso promete trazer à tona uma discussão sobre os limites do uso de imagens de personalidades históricas e apropriadas para fins políticos, bem como a questão das consequências legais do uso indevido de imagens públicas. A defesa de Michelle Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o caso.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo