Tiroteio durante celebração do título do Super Bowl do Kansas City Chiefs deixa ao menos um morto e 21 feridos em Kansas City.


Adolescentes detidos após tiroteio durante celebração do título do Super Bowl em Kansas City

Dois adolescentes estão sob custódia das autoridades de Kansas City, no estado americano de Missouri, após um tiroteio durante a celebração do título do Super Bowl do Kansas City Chiefs. A DJ Lisa Lopez-Galván foi fatalmente atingida e outras 22 pessoas ficaram feridas no incidente.

As vítimas, que tinham idades entre 8 e 47 anos, incluindo crianças, foram atingidas por disparos enquanto comemoravam a vitória do time de futebol americano. As autoridades inicialmente detiveram três jovens, sendo que um deles foi liberado posteriormente após ser determinado que a pessoa não estava envolvida no incidente. As autoridades estão trabalhando com os promotores do tribunal juvenil para “determinar as acusações aplicáveis” contra os dois adolescentes que continuam sob custódia.

A DJ Lisa Lopez-Galván, conhecida na comunidade como Lisa G, trabalhava como DJ em uma estação de rádio comunitária, a KKKFI. Ela era muito conhecida na região e apresentava o programa Taste of Tejano, que tocava música hispânica, ao lado de seu irmão Beto Lopez. Além de deixar para trás o marido Mike e o filho Marc, que também foi baleado, Lisa também tinha uma filha chamada Adriana.

Em comunicado, a rádio KKKFI confirmou “com sincera tristeza e coração extremamente pesado” que Lisa morreu. A emissora manifestou pesar pelo ataque a tiros durante a celebração e enfatizou que o ato sem sentido tirou uma pessoa bonita de sua família e da comunidade.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento em que torcedores do Kansas City Chiefs perseguem e imobilizam um homem suspeito de abrir fogo contra a multidão. Dentre os 21 feridos no tiroteio, oito estavam em estado crítico, sete em estado grave e seis feridos sem gravidade, afirmou Ross Grundyson, chefe do Corpo de Bombeiros. Laura Kelly, governadora do Kansas, teve que fugir às pressas da área do desfile, mas está “fora de perigo”, segundo uma postagem em suas redes sociais.

O presidente Joe Biden já foi informado sobre o ataque, de acordo com a Casa Branca. A tragédia chocou a cidade de Kansas City e a população e as autoridades locais lamentam o fato, que ocorreu em um evento que deveria ser de celebração.

Os Chiefs venceram o Super Bowl no último domingo e a multidão, composta por centenas de milhares de pessoas, aguardava o desfile de comemoração. Acredita-se que cerca de 1 milhão de pessoas participariam do evento, que contava com 600 agentes de segurança.

O ataque a tiros em Kansas City foi o 48º nos EUA neste ano, conforme o Gun Violence Archive. No Missouri, houve pelo menos 154 ataques a tiros desde 2013, excetuando-se o incidente desta quarta-feira. A população local e as autoridades pedem por justiça e segurança, enquanto tentam compreender a dimensão do ato de violência sem sentido ocorrido durante um momento de celebração.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo