Times semifinalistas da Libertadores sofrem derrotas em competições nacionais com equipes alternativas, colocando campeonatos em segundo plano.


O último fim de semana foi marcado por derrotas dos times semifinalistas da Copa Libertadores em seus respectivos compromissos nacionais. Fluminense, Internacional, Boca Juniors e Palmeiras, todos foram derrotados, coincidentemente, utilizando equipes alternativas.

No caso do Fluminense, que empatou em 2 a 2 com o Internacional na última quarta-feira, o técnico Fernando Diniz optou por escalar um time completamente alternativo contra o Cuiabá. A derrota por 3 a 0 foi uma surpresa, pois o tricolor carioca vinha em boa fase no Brasileirão. Com o revés, o Fluminense caiu para o sexto lugar na tabela.

Assim como o Fluminense, o Internacional também não poupou jogadores no confronto contra o Atlético-MG. Apesar de algumas alterações no segundo tempo, o time gaúcho foi derrotado por 2 a 0 em casa. A situação do Internacional no Brasileirão é delicada, com apenas uma vitória nas últimas 13 partidas, a equipe ocupa a 14ª posição na tabela.

Na Argentina, o Boca Juniors enfrentou o River Plate pela Copa da Liga Argentina com uma equipe praticamente reserva. A presença do astro uruguaio Cavani não foi suficiente para evitar a derrota por 2 a 0 em casa. O Boca ocupa apenas a 10ª colocação do Grupo B da competição.

Já o Palmeiras, atual campeão brasileiro, também optou por poupar seus titulares no duelo contra o Red Bull Bragantino. Com o jogo de volta contra o Boca Juniors se aproximando, o técnico Abel Ferreira preferiu não arriscar e deixou os jogadores principais de fora. O resultado foi uma derrota de virada por 2 a 1. Com o revés, o Palmeiras agora é o terceiro colocado no Brasileirão.

Esses resultados colocam em evidência como os times têm priorizado a Libertadores e deixado os campeonatos nacionais em segundo plano. No entanto, é importante ressaltar que essas escolhas podem ter consequências negativas, principalmente no caso do Brasileirão, que está em sua reta final e define vagas para a próxima edição da Libertadores. Resta aguardar como esses times irão reagir nos jogos de volta das semifinais e se o desgaste das competições paralelas pode influenciar no rendimento de cada equipe.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo