Tempestade com ventos de até 146 km/h deixa mais de 50 mil pessoas sem energia elétrica em Buenos Aires.


Uma forte tempestade atingiu a região metropolitana de Buenos Aires neste domingo, afetando mais de 50 mil pessoas que estão sem energia elétrica. De acordo com a imprensa local, os ventos atingiram até 146 km/h, causando danos em vários parques e espaços públicos, além de atrasos e danos à infraestrutura dos edifícios nos aeroportos de Ezeiza e Aeroparque.

A tempestade começou por volta das 3h da manhã, deixando um rastro de destruição com dezenas de árvores caídas, toldos e outdoors desmoronados, e cortes de energia. Mais de 500 pedidos de ajuda foram registrados até às 9h, e o Aeroporto Jorge Newbery foi fechado, com mais de 70 voos cancelados ou desviados para outros aeroportos até as 9h30.

Além de Buenos Aires, a cidade litorânea de Bahía Blanca também foi afetada por fortes chuvas e ventos, causando a morte de 13 pessoas e deixando dezenas gravemente feridas após a queda do telhado de uma instalação onde estava ocorrendo uma competição de patinação. O município de Bahía Blanca confirmou a tragédia em um comunicado, e os bombeiros estavam trabalhando no resgate das pessoas presas sob os escombros.

O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) emitiu um alerta laranja para diversas regiões, incluindo a região metropolitana de Buenos Aires, Mar del Plata, Junín, Pergamino, Rosário, Villa Constitución, sul da província de Santa Fé, sul de Córdoba e Entre Ríos. O alerta laranja é emitido quando há “fenômenos meteorológicos que são perigosos para a sociedade, a vida, a propriedade e o meio ambiente”, de acordo com o SMN, que aconselhou a população a ficar em casa e evitar trafegar em vias públicas, exceto em caso de emergência.

Diante da situação trágica em Bahía Blanca, o governo emitiu um alerta sobre ventos fortes e tempestades, orientando a população a permanecer em suas casas. O presidente Javier Milei também usou suas redes sociais para pedir que aqueles em áreas de risco evitassem sair de casa. A situação continua sendo monitorada pelas autoridades, e medidas de segurança estão sendo implementadas para minimizar os impactos causados pela tempestade.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo