Suspensão de atividades no Centro Estadual do Esporte e Lazer devido ao risco de colapso na Mina 18, em Maceió.


As autoridades de Alagoas agiram rapidamente diante do risco iminente de colapso na Mina 18, localizada no bairro do Mutange e administrada pela empresa Braskem. Em resposta à situação, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), decidiu suspender as atividades no Centro Estadual do Esporte e Lazer (Ceel), situado no Flexal de Baixo, em Maceió.

O Ceel é um espaço que recebe diariamente projetos e programas sociais e esportivos, proporcionando a execução de atividades físicas e esportivas para a comunidade local. No entanto, devido ao risco representado pela Mina 18, a movimentação de pessoas no local está suspensa de forma imediata e por tempo indeterminado.

A secretária do Esporte, Lazer e Juventude, Lydia Pollyana, enfatizou a importância da medida. Segundo ela, o Ceel recebe um grande número de pessoas diariamente, especialmente moradores das localidades próximas, como Flexal de Baixo, Flexal de Cima e Bebedouro. Por isso, a suspensão de atividades visa preservar o bem-estar do público atendido no espaço.

A Mina 18 é objeto de monitoramento constante devido ao risco iminente de colapso e desabamento. Esta situação preocupa as autoridades, pois um desastre na mina poderia afetar ainda mais toda a área impactada pelo desastre ambiental causado pela empresa Braskem.

A decisão de suspender as atividades no Ceel demonstra a preocupação das autoridades com a segurança da população que frequenta o local. A empresa Braskem também tem sido pressionada a tomar medidas para garantir a segurança da região afetada pelo desastre. Espera-se que medidas efetivas sejam tomadas para minimizar o impacto do possível colapso na Mina 18 e para proteger a comunidade local. Enquanto isso, a suspensão das atividades no Ceel é uma medida importante para garantir a segurança e o bem-estar da população.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo