Surto de pneumonia de micoplasma põe em alerta escolas e hospitais nos EUA, Europa e China.

Nos Estados Unidos, um surto de pneumonia entre crianças está gerando preocupações e pedidos por medidas de precaução contra viagens à China. Os casos da doença respiratória têm sido relacionados ao micoplasma, uma infecção bacteriana que também tem sido associada a surtos na China e na Europa.

Um exemplo dessa situação é o caso de William McCarren, de 14 anos, que quase sofreu danos cerebrais em decorrência da pneumonia causada pelo micoplasma. O jovem, que havia acabado de chegar da escola, foi levado ao hospital após reclamar de falta de ar e foi diagnosticado com os pulmões cheios de fluido.

A mãe de William, Mollee Kristine Campbell, contou que seu filho ficou extremamente pálido e mal conseguia ficar acordado. Ela desabafou, emocionada, sobre o susto que passou com a situação e alertou outros pais a levarem seus filhos ao médico assim que perceberem sintomas de doença.

A infecção bacteriana causada pelo micoplasma gera sintomas como febre, inflamação pulmonar e nódulos pulmonares. O surto da doença começou na China, onde casos crescentes de doenças respiratórias entre crianças foram atribuídos ao clima frio, relaxamento de medidas anticovid e circulação de patógenos como o micoplasma.

Esse problema não está limitado à China e à Europa, no entanto. Nos Estados Unidos, o Distrito de Saúde do Condado de Warren relatou 145 casos de pneumonia em crianças com idades entre 3 e 14 anos. Segundo o relatório, a maioria dos casos está sendo tratada com antibióticos e tem gravidade semelhante a anos anteriores, mas o número é significativamente maior.

O aumento de casos não está ligado a um novo vírus respiratório, de acordo com o governo. No entanto, os médicos relataram um grande número de crianças com pneumonia nos hospitais, e os surtos ocorrem em um momento em que a imunidade infantil está enfraquecida por causa das restrições de movimentação relacionadas à pandemia de Covid-19.

Diante disso, senadores dos Estados Unidos têm pressionado o presidente Joe Biden para impor restrições de viagem à China, alegando que o surto sobrecarrega hospitais e que a proteção da saúde dos americanos deve ser a prioridade. Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças e a Organização Mundial da Saúde, dados da China indicam que o micoplasma é o responsável pelos surtos, e não um novo vírus.

Essa situação serve como alerta para que as autoridades e os pais em todo o mundo estejam atentos aos surtos de pneumonia causados pelo micoplasma e tomem medidas para proteger as crianças de exacerbações de doenças respiratórias.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo