SENADO FEDERAL – Senador Ireneu Orth solicita apoio federal para enfrentar crise climática no Rio Grande do Sul.


O senador Ireneu Orth, do partido Progressistas do Rio Grande do Sul, fez um pronunciamento na última quarta-feira (12) para destacar a grave situação enfrentada pelo estado após o desastre climático recente. Ele ressaltou a necessidade urgente de um maior apoio financeiro por parte do governo federal para lidar com as dificuldades decorrentes das enchentes que afetaram áreas essenciais como saúde, turismo, obras públicas e agricultura.

Segundo o senador, a falta de recursos destinados à saúde tem prejudicado a capacidade dos hospitais e santas casas em atender a população, tornando imprescindível um investimento mais significativo por parte do governo. Ireneu Orth sugeriu que o governo federal destine um valor expressivo para o estado do Rio Grande do Sul, de forma extraordinária, a fim de resolver as questões emergenciais na área da saúde. Ele comparou o montante de R$ 500 milhões proposto para essa finalidade com os bilhões gastos no combate à covid-19 e os R$ 360 milhões destinados ao aeroporto de Porto Alegre.

O parlamentar também criticou a tentativa do governo de importar arroz, considerando-a desnecessária diante da capacidade do Brasil de atender a demanda interna. Mesmo com a suspensão do edital, Ireneu Orth manifestou sua preocupação com a possibilidade de um novo leilão ser realizado, reiterando que os agricultores de arroz do Rio Grande do Sul e do Brasil têm condições de suprir toda a demanda existente.

É evidente a preocupação do senador Ireneu Orth com a situação crítica enfrentada pelo estado gaúcho e sua incansável defesa por um apoio financeiro mais robusto por parte do governo federal para superar os desafios decorrentes das enchentes e garantir a recuperação das áreas afetadas. Ele destaca a importância de priorizar a saúde e a agricultura locais, em detrimento de medidas que podem prejudicar a produção nacional e a economia regional.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo