SENADO FEDERAL – Senador destaca sucesso do Programa Desenrola, que renegocia dívidas e beneficia mais de 14 milhões de brasileiros, incluindo pequenas empresas

O senador Rodrigo Cunha, representante de Alagoas no Senado, fez um pronunciamento no Plenário na última terça-feira (23) sobre o Programa Desenrola, que tem como objetivo combater a inadimplência que atinge mais de 70 milhões de pessoas no Brasil. Segundo o senador, o endividamento não é apenas um problema pessoal, mas também afeta a economia do país e todas as empresas.

O Programa Desenrola foi lançado pelo governo federal por meio da Medida Provisória 1.176/2023, com o intuito de promover a renegociação de dívidas das pessoas físicas inscritas em cadastros de inadimplentes junto às instituições bancárias. Isso visa reduzir o endividamento das famílias e facilitar o acesso ao mercado de crédito, contribuindo para aquecer a economia.

Rodrigo Cunha, que foi relator da matéria, destacou o sucesso do programa, que já beneficiou mais de 14 milhões de brasileiros e renegociou mais de R$ 50 bilhões em dívidas. Além disso, o senador ressaltou a importância de estender essa ajuda também às pequenas empresas, que enfrentaram dificuldades extras durante a pandemia, como altas cargas tributárias e problemas no acesso ao crédito.

O senador comemorou o anúncio da segunda fase do Desenrola, que vai incluir um programa específico para renegociar as dívidas das micro e pequenas empresas. Essa iniciativa busca oferecer condições especiais de renegociação, com carência para pagamento, juros diferenciados e um fundo garantidor para atrair os bancos credores.

Dessa forma, o Programa Desenrola se mostra como uma importante ferramenta para auxiliar tanto as famílias endividadas quanto as pequenas empresas a superarem seus desafios financeiros e contribuírem para a retomada econômica do país. Rodrigo Cunha ressaltou a importância desse programa como uma ação crucial para impulsionar a recuperação financeira e o desenvolvimento econômico do Brasil.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo