SENADO FEDERAL – Presidente do Senado propõe debate sobre prioridades de gastos após regulamentação da reforma tributária.


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, destacou a importância de um debate aprofundado sobre as prioridades de gastos dos recursos arrecadados pelo Estado brasileiro, durante o Brazil Economic Forum, realizado na última semana em Zurique, na Suíça. Pacheco enfatizou a necessidade de uma maior racionalidade no direcionamento dos investimentos, e defendeu que essa discussão seja realizada em paralelo com a regulamentação da reforma tributária.

Segundo o presidente do Senado, a expectativa é que o Poder Executivo e o Legislativo se dediquem a essa discussão em 2024, visando garantir que os recursos arrecadados sejam aplicados de forma eficiente e prioritária. Ele ressaltou a importância de se estabelecer critérios claros e objetivos para a destinação dos recursos, a fim de promover o desenvolvimento econômico e social do país.

Pacheco ainda destacou a necessidade de se buscar o equilíbrio entre as demandas por investimentos em diversas áreas, como saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e programas sociais. Para ele, é fundamental que o Estado brasileiro atue de forma estratégica na alocação de recursos, priorizando as áreas que promovam um impacto positivo na qualidade de vida da população.

Além disso, o presidente do Senado ressaltou a importância de se promover um ambiente favorável ao investimento privado, a fim de impulsionar o crescimento econômico do país. Ele destacou a necessidade de se criar um ambiente de negócios seguro e atrativo, que estimule o empreendedorismo e a geração de empregos.

Pacheco também defendeu a modernização e simplificação do sistema tributário brasileiro, ressaltando que a reforma tributária é fundamental para garantir um ambiente de negócios mais competitivo e dinâmico. Ele destacou a importância de se reduzir a burocracia e a carga tributária, a fim de estimular os investimentos e impulsionar o crescimento econômico.

Diante dessas considerações, o presidente do Senado enfatizou a necessidade de um esforço conjunto entre os poderes Executivo e Legislativo para promover as reformas necessárias e garantir a aplicação eficiente dos recursos arrecadados pelo Estado brasileiro.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo