SENADO FEDERAL – Presidente do Senado espera apresentação de projeto para renegociação das dívidas dos estados com a União na próxima semana


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, demonstrou interesse em apresentar um projeto para a renegociação das dívidas dos estados com a União até a próxima semana. Em uma entrevista coletiva, Pacheco enfatizou seu apoio a termos mais favoráveis para os estados endividados, além de mencionar sua disposição em dialogar com a equipe econômica do governo.

Segundo Pacheco, a proposta em questão deve buscar alternativas que não prejudiquem os servidores públicos nem resultem no “entreguismo” do patrimônio estatal. Ele citou estados como Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo como os mais impactados pelas dívidas com a União.

O presidente do Senado afirmou que a bancada do Senado está disposta a encontrar uma solução para o impasse entre os estados e a União em relação a essas dívidas. Ele pretende abordar o tema com o presidente Lula e discutir a proposta com os governadores.

Além disso, Pacheco anunciou dois projetos prioritários na pauta do Plenário para a próxima semana: o PLC 29/2017, que trata do Marco dos Seguros, e o PL 2.308/2023, que versa sobre o marco regulatório para a produção de hidrogênio de baixa emissão de carbono. Ele também destacou que outros projetos de interesse, como a PEC 66/2023, estão em andamento.

Em relação a um projeto de lei que equipara a interrupção da gestação acima de 22 semanas ao homicídio, Pacheco adotou uma postura cautelosa. Ele afirmou a necessidade de analisar a proposta com cuidado e ouvir as opiniões das mulheres do Senado antes de tomar uma posição oficial.

Diante dessas declarações e projetos em pauta, a atuação de Rodrigo Pacheco como presidente do Senado revela sua preocupação com questões financeiras e sociais relevantes para o país. Sua postura dialogante e cautelosa demonstra um esforço em buscar soluções equilibradas e democráticas para os desafios enfrentados pelos estados e pela sociedade como um todo.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo