SENADO FEDERAL – Comissão de Assuntos Sociais (CAS) completa dois meses sem deliberações devido à obstrução da oposição no Senado.

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) enfrentou mais um dia de imprevistos nesta quarta-feira (24), quando teve que cancelar sua sessão deliberativa devido à falta de quórum. Essa ausência de deliberações já perdura há dois meses, em decorrência de uma obstrução contínua dos senadores da oposição. O presidente da CAS, senador Humberto Costa (PT-PE), se viu mais uma vez diante da dificuldade de conduzir os trabalhos, sendo essa a sexta vez, desde o final de fevereiro, que a comissão é impedida de realizar uma reunião deliberativa.

Desde o início de março, a oposição tem sido responsável por impedir as votações na CAS. Tudo começou quando os senadores oposicionistas levantaram questionamentos sobre as atas da última sessão deliberativa, ocorrida no dia 28 de fevereiro. A partir daí, passaram a exigir a inclusão na pauta do projeto de lei que visa proibir a contribuição sindical obrigatória (PL 2099/2023).

Essa postura de obstrução por parte da oposição tem gerado um impasse na CAS, prejudicando o andamento das atividades legislativas desse importante órgão do Senado Federal. A falta de consenso e a polarização política têm dificultado a busca por soluções para os desafios que a sociedade enfrenta, trazendo prejuízos tanto para os trabalhos legislativos quanto para a população em geral.

É fundamental que os senadores encontrem um caminho para superar essas divergências e retomar as atividades da CAS de forma eficiente e produtiva. O Brasil vive um momento de grandes desafios e é essencial que os representantes do povo atuem de forma responsável e comprometida com o bem-estar de todos os cidadãos. Espera-se que haja um diálogo construtivo entre as diferentes correntes políticas para que a Comissão de Assuntos Sociais possa voltar a cumprir sua importante missão no Congresso Nacional.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo