Senado analisa proposta de Rodrigo Cunha para criação de frente parlamentar em favor dos carros elétricos

O Plenário do Senado aprecia, na quinta-feira (24), uma pauta de cinco itens, entre os quais o projeto que institui a Frente Parlamentar Mista pela Eletromobilidade. O colegiado terá como objetivo debater o desenvolvimento sustentável aliado à inovação tecnológica, como forma de favorecer o surgimento de cidades inteligentes com o uso das energias renováveis.

O projeto de resolução do Senado (PRS) 64/2021 é de autoria do senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), que aponta a importância de debater o avanço da eletricidade na mobilidade urbana, citando, como exemplo, o uso de veículos elétricos ultracompactos, o que poderá favorecer a preservação ambiental, a saúde pública e a sustentabilidade, além de garantir um mundo mais saudável para as futuras gerações.

“Precisamos fazer esta transição em nosso país, introduzindo e ampliando a produção e a comercialização de veículos elétricos em Alagoas e em todo o Brasil. Carros elétricos significam uso de energia limpa, menos poluição e fim da dependência de combustíveis como a gasolina. Aliás, a atual política de aumento da gasolina só tem penalizado o consumidor, que não agüenta mais pagar tão caro pelo combustível” disse Rodrigo Cunha.

Rodrigo Cunha destaca, ainda, os dez anos de vigência da Lei 12.587, de 2012, completados em 3 de janeiro, que instituiu as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, com o objetivo de integrar os diferentes modos de transporte e a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas no território nacional. O relator do projeto é o senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo