Secretaria Municipal de Saúde de Maceió alerta sobre os riscos da Doença de Chagas durante campanha de conscientização em abril.


Durante todo o mês de abril, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem se dedicado à conscientização sobre a Doença de Chagas, uma enfermidade causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, endêmica em grande parte da América Latina, incluindo o Brasil. A coordenadora Katherine Emery, da Coordenação de Vigilância das Doenças e Agravos Transmissíveis e Transmissíveis da SMS, ressaltou a importância do diagnóstico precoce para o controle da doença.

Segundo Emery, a Doença de Chagas é negligenciada e afeta principalmente a população mais vulnerável economicamente. Por isso, é crucial que os profissionais de saúde estejam preparados para receber, diagnosticar, tratar e acompanhar os pacientes, o que pode impactar positivamente na qualidade de vida dessas pessoas e no controle da doença.

Apesar da relevância da conscientização, estima-se que mais de 90% dos infectados desconhecem sua condição por falta de oportunidades de diagnóstico. Os sintomas da doença incluem febre, fraqueza, mal-estar, inchaço no rosto e pernas, entre outros, e se não forem tratados, podem evoluir para complicações graves.

A SMS tem adotado diversas ações para o controle da Doença de Chagas, como monitoramento de locais de incidência, notificação e investigação de casos, além de fornecer assistência para o acompanhamento e tratamento dos doentes. Entre fevereiro e abril de 2024, foram realizadas 37 visitas técnicas às unidades de saúde para orientar os profissionais sobre a doença, visando melhorar o diagnóstico e tratamento.

O tratamento e os medicamentos para a doença são oferecidos gratuitamente pelo SUS. A população deve estar atenta aos sintomas e buscar atendimento nas unidades de saúde o mais rápido possível. Além disso, medidas de prevenção, como evitar o contato com o inseto transmissor, são essenciais para evitar a propagação da doença.

Diante desse cenário, a conscientização da população é fundamental, bem como o acesso a informações claras sobre a prevenção, transmissão e tratamento da Doença de Chagas. Por isso, é importante que a sociedade esteja engajada nessa luta pela saúde pública, a fim de reduzir os impactos causados por essa doença negligenciada.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo