SAÚDE – Tendência de queda nos casos de dengue no Rio de Janeiro aponta para melhora na situação epidemiológica, diz Secretaria de Saúde


O estado do Rio de Janeiro apresenta uma boa notícia em relação aos casos de dengue. De acordo com informações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ), houve uma queda significativa no número de casos prováveis da doença. Os atendimentos a pacientes nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da rede estadual diminuíram de 11.904 para 9.966, o que representa uma redução de 16%.

Até o momento, foram registrados 157.294 casos de dengue em todo o estado, resultando em 62 óbitos. A região do Médio Paraíba, que foi a primeira a apresentar piora na situação epidemiológica, teve uma redução no número de casos pelo segundo boletim consecutivo. As regiões Centro-Sul e Metropolitana I (capital e Baixada Fluminense) também registraram diminuição nos casos da doença.

O boletim elaborado pelo Centro de Inteligência em Saúde (CIS) da SES-RJ também apontou que não houve um aumento consistente na taxa de ocupação de leitos durante o período analisado. A secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, ressaltou a importância da população continuar atenta aos cuidados e aos sinais e sintomas da dengue.

“A dengue é uma doença febril, aguda e muito dinâmica. Por isso, é fundamental que as pessoas fiquem atentas e busquem acompanhamento médico para evitar complicações e, principalmente, óbitos”, recomendou a secretária.

Diante da tendência de queda nos casos de dengue, é essencial que a população continue adotando medidas preventivas, como a eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. O trabalho conjunto entre autoridades de saúde e a comunidade é fundamental para a manutenção desse cenário positivo e para a proteção da população contra a dengue.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo