SAÚDE – “OMS pré-qualifica vacina contra dengue do laboratório japonês Takeda, abrindo caminho para ampliação do acesso global”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quarta-feira (15) mais um avanço no combate à dengue. A vacina Qdenga, produzida pelo laboratório japonês Takeda e utilizada no Brasil para imunização contra a doença, foi pré-qualificada pela entidade, tornando-se o segundo imunizante a receber esse reconhecimento.

A Qdenga é uma vacina viva atenuada que contém versões enfraquecidas dos quatro sorotipos do vírus da dengue. Segundo a OMS, a aplicação da dose é recomendada em crianças e adolescentes de 6 a 16 anos que vivem em regiões com alta transmissão da doença. O esquema de vacinação consiste em duas doses com intervalo de três meses entre elas, seguindo a mesma recomendação adotada no Brasil.

O diretor de regulação e Pré-qualificação da OMS, Rogerio Gaspar, enfatizou a importância da pré-qualificação da vacina Qdenga para ampliar o acesso global à imunização contra a dengue. Ele ressaltou que, com apenas duas vacinas pré-qualificadas até o momento, a expectativa é que mais desenvolvedores se apresentem para garantir que a vacina chegue a todas as comunidades que necessitam.

No Brasil, a vacina Qdenga começou a ser administrada na rede pública de saúde em fevereiro deste ano. No entanto, devido à limitação de doses fornecidas pelo fabricante, a imunização está restrita a crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, grupo com maior índice de hospitalizações após os idosos. Pessoas com mais de 60 anos não estão incluídas na recomendação devido à falta de estudos clínicos.

A Anvisa aprovou o registro da vacina em março de 2023, permitindo a comercialização do imunizante no país. Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde anunciou a incorporação da vacina Qdenga no Sistema Único de Saúde (SUS), garantindo o acesso da população brasileira a essa importante ferramenta de prevenção contra a dengue.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo