SAÚDE – Nova Caderneta da Criança inclui teste para detecção precoce de autismo e orientações para profissionais e cuidadores na interpretação dos resultados.


Uma importante atualização foi feita na nova edição da Caderneta da Criança – Passaporte da Cidadania, que agora inclui um teste para detecção precoce de risco para transtorno do espectro autista (TEA). Além disso, há orientações adicionais para cuidadores e profissionais de saúde sobre a aplicação e a interpretação do exame.

O Ministério da Saúde ressaltou que se trata de um teste de triagem e não de confirmação de diagnóstico. Para os casos em que a primeira etapa do teste é positiva, foi acrescentado o link da entrevista de seguimento. Essa iniciativa visa fornecer um suporte maior para os cuidadores e profissionais envolvidos, tornando o cuidado com as crianças mais eficaz.

Segundo o órgão responsável, a atualização da caderneta com essa ferramenta é fundamental para garantir um cuidado adequado com as crianças, fornecendo informações relevantes para os pais, responsáveis, profissionais de saúde, educação e assistência social. É destacado que o diagnóstico de autismo em crianças requer uma equipe multiprofissional e que o diagnóstico precoce possibilita intervenções no momento certo.

Além disso, a nova edição da caderneta também traz o calendário de vacinação infantil atualizado, agora incluindo a dose contra a Covid-19. O Ministério da Saúde informou estar preparando a impressão de cerca de três milhões de novas cadernetas para distribuição em todos os estados e capitais, com previsão de envio no segundo semestre de 2024. Enquanto isso, o formato online já está disponível no site do ministério.

Essas atualizações na Caderneta da Criança visam fornecer um suporte mais completo para os cuidadores e profissionais de saúde, garantindo um cuidado adequado e fornecendo informações necessárias para o desenvolvimento saudável das crianças.

Com isso, a caderneta se torna uma ferramenta ainda mais essencial para o acompanhamento e cuidado das crianças, contribuindo para uma melhor saúde e desenvolvimento infantil.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo