SAÚDE – Ministério da Saúde lança Programa Mais Acesso a Especialistas para reduzir filas e tempos de espera na saúde pública


O Ministério da Saúde divulgou hoje, quarta-feira (12), mais detalhes sobre o funcionamento do Programa Mais Acesso a Especialistas, que tem como objetivo ampliar e qualificar o acesso à atenção especializada em saúde. Com um investimento previsto de R$ 1 bilhão apenas para o ano de 2024, o programa busca aumentar a disponibilidade de consultas, exames e outros procedimentos diagnósticos e terapêuticos, visando reduzir filas e tempos de espera.

Embora tenha sido lançado em abril, o programa teve suas ações detalhadas hoje por meio de seis portarias publicadas. Até o momento, 1.237 municípios e 10 estados já aderiram ao programa, dentre eles Ceará, Amazonas, Santa Catarina, Roraima, Paraná, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Goiás e Bahia.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, ressaltou a importância do Programa Mais Acesso a Especialistas, destacando a criação de uma fila única, agendamento único e retorno garantido para a unidade de saúde da família para acompanhamento do caso. Trindade enfatizou que essa iniciativa atende a uma grande necessidade da população, além de fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS).

Inicialmente, foram priorizadas cinco áreas para a oferta de cuidado integrado: otorrinolaringologia, ortopedia, cardiologia, oftalmologia e oncologia. O secretário de Atenção Especializada, Adriano Massuda, explicou que o objetivo é realizar consultas com especialistas, exames e procedimentos ambulatoriais em prazos máximos de 30 a 60 dias, dependendo da situação do paciente.

Com esse novo modelo, os pacientes que necessitarem de mais de uma consulta ou exame serão incluídos em uma única fila, garantindo o retorno à Unidade de Saúde da Família para acompanhamento do caso, quando necessário. Os serviços serão demandados nas unidades de saúde a partir das Ofertas de Cuidados Integrados, supervisionadas pelas secretarias de Saúde, garantindo que o conjunto de consultas e exames seja realizado dentro do prazo estabelecido.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo