Rose Davino propõe projeto para inclusão de curso de Libras na Escola de Governo estadual, marcando avanço na educação inclusiva.

Na sessão plenária mais recente, ocorrida na quarta-feira, 9, a deputada Rose Davino (PP) fez um pronunciamento para anunciar a elaboração de um projeto de lei que visa à criação de cursos de capacitação em língua brasileira de sinais (Libras). O projeto terá como intermediário a Escola de Governo de Alagoas (Egal), e o curso será voltado principalmente para o atendimento de pessoas com deficiência auditiva.

A deputada ressaltou que, dos estimados 10 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, 2,3 milhões possuem deficiência auditiva severa. Para essa parcela da população, a linguagem de sinais se torna vital para a comunicação. A parlamentar acredita que a comunicação por Libras, além de eficiente, torna-se crucial para a inclusão de pessoas surdas na sociedade.

Em outro ponto de sua fala, a deputada Rose Davino comemorou a marca de 2.150 cirurgias de cataratas realizadas entre outubro de 2022 e agosto deste ano. Esses procedimentos foram executados na Fundação Brasil de Assistência ao Idoso, instituição criada e liderada pela própria deputada até o último ano.

Além das cirurgias de catarata, Davino destacou a realização de 1.200 procedimentos de pterígio, conhecido popularmente como ‘carne crescida’, e 1.150 cirurgias de Yag laser. A parlamentar enfatizou a relevância do acompanhamento dos pacientes após o procedimento cirúrgico, garantindo a eficiência do tratamento.

Finalizando seu pronunciamento, a deputada convidou tanto seus colegas de plenário quanto os cidadãos da sociedade a participarem da sessão especial, marcada para a próxima segunda-feira, 14, no plenário da Assembleia. O tema do debate será o tratamento do glaucoma em Alagoas, buscando construir diálogos produtivos e úteis sobre a condição.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo