Representantes do ICAT participam do 21º Congresso Brasileiro de Meteorologia


Começou na terça-feira (16) e vai até a sexta-feira (19), o 21º Congresso Brasileiro de Meteorologia, realizado em Campina Grande (PB). Durante essa semana, especialistas de todo o país estão debatendo as questões climáticas e as inovações tecnológicas na área de Meteorologia. O diretor científico do Congresso é o professor Heliofábio Gomes, diretor do Instituto de Ciências Atmosféricas (Icat) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).
A Sociedade Brasileira de Meteorologia (SBMET), criada em 1958, realiza o Congresso há 40 anos, desde a regulamentação da profissão. Participam professores, pesquisadores, profissionais e estudantes de várias partes do Brasil e do mundo. As informações e conhecimentos desta área são utilizados não apenas na previsão do clima, como é mais conhecido pela população, mas em planejamentos para a agricultura, saúde, setor de energia, defesa civil, entre outras atividades. 

Como destaca Heliofábio Gomes, é uma ampla área de atuação. “A maioria das atividades humanas depende de um monitoramento meteorológico contínuo e eficiente. São diversos setores estratégicos para o país, como a gestão de recursos hídricos, agricultura e a pecuária, a geração e a comercialização de energia elétrica, a navegação aérea e marítima entre outros, que geram uma demanda elevada por informações meteorológicas e por técnicas de obtenção de dados que são reunidas e aprofundadas neste Congresso”, ressalta o pesquisador. 

Heliofábio Gomes é graduado em Meteorologia pela Ufal e doutor em Meteorologia pela Universidade Federal de Campina Grande. O professor desenvolve pesquisas na Ufal na área de  Geociências, com ênfase em Impactos Climáticos. Além dele, a Ufal está representada pelos professores Fabrício Daniel, que proferiu minicurso sobre Índice de Seca; Humberto Barbosa, que fala sobre radares meteorológicos; Maria Luciene Dias e Rafaela Lisboa, que estão acompanhando a apresentação dos trabalhos. 

Além destes, o professor aposentado da Ufal, Luiz Carlos Molion, profere palestra nesta quinta-feira (18), às 16h30, sobre Agenda Climática Global e Redução de Emissões de CO2. Outra participação de Alagoas é do professor Samuel Silva, do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Campus Piranhas. “Convidamos o professor que, durante o Congresso, vai demonstrar como construir um pluviômetro de baixo custo, que inclusive será sorteado durante o evento”, finaliza Heliofábio. 

As palestras podem ser acompanhadas on-line no site do Congresso.

A Sociedade Brasileira de Meteorologia (SBMET), criada em 1958, realiza o Congresso há 40 anos, desde a regulamentação da profissão. Participam professores, pesquisadores, profissionais e estudantes de várias partes do Brasil e do mundo. As informações e conhecimentos desta área são utilizados não apenas na previsão do clima, como é mais conhecido pela população, mas em planejamentos para a agricultura, saúde, setor de energia, defesa civil, entre outras atividades. 

Como destaca Heliofábio Gomes, é uma ampla área de atuação. “A maioria das atividades humanas depende de um monitoramento meteorológico contínuo e eficiente. São diversos setores estratégicos para o país, como a gestão de recursos hídricos, agricultura e a pecuária, a geração e a comercialização de energia elétrica, a navegação aérea e marítima entre outros, que geram uma demanda elevada por informações meteorológicas e por técnicas de obtenção de dados que são reunidas e aprofundadas neste Congresso”, ressalta o pesquisador. 

Heliofábio Gomes é graduado em Meteorologia pela Ufal e doutor em Meteorologia pela Universidade Federal de Campina Grande. O professor desenvolve pesquisas na Ufal na área de  Geociências, com ênfase em Impactos Climáticos. Além dele, a Ufal está representada pelos professores Fabrício Daniel, que proferiu minicurso sobre Índice de Seca; Humberto Barbosa, que fala sobre radares meteorológicos; Maria Luciene Dias e Rafaela Lisboa, que estão acompanhando a apresentação dos trabalhos. 

Além destes, o professor aposentado da Ufal, Luiz Carlos Molion, profere palestra nesta quinta-feira (18), às 16h30, sobre Agenda Climática Global e Redução de Emissões de CO2. Outra participação de Alagoas é do professor Samuel Silva, do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Campus Piranhas. “Convidamos o professor que, durante o Congresso, vai demonstrar como construir um pluviômetro de baixo custo, que inclusive será sorteado durante o evento”, finaliza Heliofábio. 

As palestras podem ser acompanhadas on-line no site do Congresso.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo