Renovação de preocupações com crise imobiliária na China e especulações sobre política monetária no Japão afetam bolsas da Ásia.


A quarta-feira foi marcada por um fechamento misto nas bolsas da Ásia e do Pacífico, com os investidores atentos a diferentes cenários em cada mercado. Na China, as preocupações com a crise imobiliária local pressionaram as ações, com o índice Xangai Composto recuando 0,40% e o Shenzhen Composto caindo 0,11%. Relatos de queda nas vendas de novas moradias e falhas no pagamento de bônus pela Country Garden afetaram empresas do setor imobiliário, como a Poly Developments & Holdings Group e a China Vanke.

Em Tóquio, o Nikkei registrou o terceiro dia seguido de queda, com especulações sobre um possível aperto na política monetária do Banco do Japão, que mantém juros negativos há oito anos. Enquanto isso, em Hong Kong, o Hang Seng teve uma leve perda, refletindo a cautela dos investidores. Já em Seul, o Kospi apresentou um aumento de 0,44%, enquanto o Taiex, em Taiwan, manteve-se estável com um ganho de 0,07%.

Na Oceania, a bolsa australiana teve um dia positivo, com o S&P/ASX 200 subindo 0,22% impulsionado pelo desempenho das ações de bancos. Após uma queda no início da semana, o mercado australiano conseguiu se recuperar e registrar ganhos consecutivos.

Com diferentes cenários em cada mercado, os investidores continuam atentos às notícias e especulações que podem influenciar as decisões de investimento. A volatilidade persiste e a incerteza sobre o futuro das políticas monetárias de alguns países mantém a expectativa de movimentações nos mercados financeiros da região.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo