Red Bull Bragantino desperdiça oportunidade de assumir a liderança do Brasileirão em derrota para o São Paulo.


Na última quarta-feira, o Red Bull Bragantino enfrentou o São Paulo em uma partida crucial pelo Brasileirão, onde, com uma vitória, teria a chance de assumir a liderança da competição. Entretanto, o time de Bragança Paulista desperdiçou essa oportunidade ao perder por 1 a 0. Mesmo assim, o quarto colocado no campeonato tem mostrado seu potencial e a força que tem adquirido nos últimos anos com o investimento da Red Bull.

Desde 2019, o clube tem sido controlado pela marca de energéticos, que também investe em equipes como o RB Leipzig e o Salzburg, tornando-se um dos principais financiadores de esportes em todo o mundo. No futebol europeu, o RB Leipzig rivaliza com gigantes como Bayern de Munique e Borussia Dortmund, enquanto o Salzburg é hegemônico no futebol austríaco e lançou estrelas como Erling Haaland na Champions League.

Além do futebol, a Red Bull investe pesado na Fórmula 1, onde a equipe Red Bull Racing tem dominado a competição nas últimas temporadas, com Max Verstappen sendo um dos principais pilotos do grid. Segundo a Forbes, a marca investiu cerca de US$ 1,2 bilhão na categoria nos últimos tempos.

Esse gigante dos energéticos foi lançado nos anos 80, quando o empresário Dietrich Mateschitz experimentou uma bebida energética na Tailândia para lidar com os efeitos do jet lag. O produto chegou ao mercado austríaco em 1987 e, desde então, a marca tem investido pesado em esportes de alto nível, com o objetivo de crescer e fidelizar o público jovem.

O investimento da Red Bull no esporte vai além do futebol e da Fórmula 1, englobando equipes de hóquei, eSports, automobilismo e uma série de atletas individuais que ajudam a difundir o nome da marca em todo o mundo. No Brasil, diversos atletas e times suportam o patrocínio da marca, incluindo o surfista Pedro Scooby e o piloto Enzo Fittipaldi.

Apesar dos investimentos maciços da Red Bull, o Bragantino ainda não é autossustentável e depende do apoio financeiro da marca para manter suas operações. No entanto, a equipe tem conseguido gerir seu futebol e realizar investimentos significativos em contratações nos últimos anos. Mesmo com um alto endividamento, a parceria com a Red Bull tem permitido que o clube continue suas atividades e mantenha sua relevância no cenário esportivo.

Com diversas frentes de investimento, a Red Bull procura criar uma percepção positiva de marca e valores que se conectem com o mercado, buscando engajar as audiências e aumentar o apelo de seus produtos. Com um modelo de negócios que se comprovou bem-sucedido em vários países, a marca continua a investir pesadamente no esporte e a colher os frutos desse engajamento com o público.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo