Receita Federal recebe mais de 42 milhões de declarações de imposto de renda até o prazo final, superando número de 2023.


A Receita Federal divulgou que mais de 42 milhões de declarações de imposto de renda foram recebidas até o último dia 31. Este número representa um aumento de 102,9% em relação ao total de declarações entregues no ano anterior. O auditor-fiscal e supervisor nacional do programa do IRPF, José Carlos Fonseca, ressaltou a estabilidade do processo este ano, sem problemas ou sobrecargas.

É importante ressaltar a urgência para os contribuintes que ainda não entregaram suas declarações. A multa por atraso na entrega pode chegar a 20% do valor do imposto devido, com um mínimo de R$ 165. Além disso, a falta de regularização pode gerar pendências no CPF, impossibilitando a participação em programas sociais, obtenção de financiamentos, emissão de passaporte e participação em concursos públicos.

Devido à tragédia ocorrida no Rio Grande do Sul, o prazo de entrega das declarações foi estendido até 30 de agosto para os contribuintes que residem no estado. A declaração pré-preenchida foi uma novidade deste ano e foi utilizada por 41% dos contribuintes, um aumento significativo em relação ao ano anterior, quando apenas 24% utilizaram esse recurso.

A Receita Federal também informou que as doações feitas na declaração ultrapassaram os R$ 330 milhões. É importante ressaltar que a declaração do imposto de renda é uma obrigação de todos os contribuintes e a regularização deve ser realizada o quanto antes para evitar multas e pendências futuras. A entrega da declaração pré-preenchida facilita o processo para os contribuintes e contribui para um maior controle e transparência nas informações prestadas à Receita Federal.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo