Presidente da Câmara quer aprovar marco regulatório de transição para uso do hidrogênio verde ainda neste semestre.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, anunciou nesta segunda-feira sua intenção de aprovar o marco regulatório de transição para o uso de hidrogênio verde ainda neste semestre. O objetivo é utilizar esse combustível para descarbonizar a frota nacional de transporte de carga e diminuir a dependência do diesel. A proposta faz parte de uma agenda verde mais ampla, que busca reduzir as emissões de gases de efeito estufa e promover a sustentabilidade no setor de transporte.

Lira fez esse anúncio durante a sua participação em um evento organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) na Bolsa de Valores de Nova York. Além do presidente da Câmara, estiveram presentes no encontro os ministros da Fazenda, Fernando Haddad, e do Meio Ambiente, Marina Silva, assim como o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e empresários do setor.

Durante o evento, Josué Gomes da Silva, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), destacou a nova segurança jurídica e institucional do Brasil como um fator atraente para investimentos no país. Ele ressaltou que o Brasil tem todas as condições para se tornar o maior destino de investimentos em combustíveis e alcançar uma posição de destaque nos setores de nearshoring e offshoring.

A importância da retomada do interesse pelo Brasil como uma solução para o aquecimento global foi mencionada por Ilan Goldfajn, presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), também presente no evento. Segundo Goldfajn, há um interesse crescente pelos recursos naturais do Brasil, incluindo a produção de alimentos e minérios raros.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, enfatizou a importância de conciliar a preservação do meio ambiente com a redução das desigualdades regionais. Para ele, sem a redução das desigualdades, a crise ambiental tende a se agravar e é fundamental contar com a colaboração internacional, inclusive dos Estados Unidos, para enfrentar esses desafios.

A aprovação do marco regulatório do hidrogênio verde é uma medida importante para impulsionar a transição do Brasil para uma economia de baixo carbono e promover a sustentabilidade no setor de transporte. Com o uso desse combustível, será possível reduzir significativamente as emissões de gases poluentes e a dependência do diesel, contribuindo para a mitigação das mudanças climáticas. Essa iniciativa também pode atrair investimentos estrangeiros para o país e impulsionar o desenvolvimento de tecnologias limpas e soluções inovadoras.

Em resumo, a intenção do presidente da Câmara, Arthur Lira, em aprovar o marco regulatório do hidrogênio verde mostra um compromisso do Brasil com a sustentabilidade e a redução dos impactos ambientais. Essa medida, aliada a outras ações e investimentos no setor, pode impulsionar a transição para uma economia mais verde e contribuir para o desenvolvimento sustentável do país.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo