Prefeitura de SP planeja fechar a Avenida São João aos domingos como parte do Programa Ruas Abertas, visando fomentar atividades culturais e turísticas no centro.

A Prefeitura de São Paulo divulgou nesta quinta-feira, 7, que planeja fechar a Avenida São João, localizada no centro da cidade, para a circulação de veículos aos domingos. O primeiro teste está agendado para o próximo dia 21 de janeiro. A medida faz parte do Programa Ruas Abertas e deve acontecer das 10h às 16h, nos moldes do que já ocorre com a Avenida Paulista.

O objetivo da gestão municipal é permitir que os pedestres possam circular livremente do Elevado Presidente João Goulart (Minhocão), que é fechado aos fins de semana e feriados, até o Vale do Anhangabaú, em um trecho de aproximadamente 1,5 km. O fechamento da via deverá ser acompanhado por ações de segurança para garantir o bem-estar dos frequentadores. A preocupação com a segurança foi especialmente destacada após uma tentativa de furto seguida de ataques a estabelecimentos comerciais próximos à avenida, incluindo o Bar Brahma e uma unidade do McDonald’s.

O secretário da Casa Civil da Prefeitura de São Paulo, Fabrício Cobra, ressaltou que há uma série de medidas de segurança voltadas para a região, como a Operação Delegada, um convênio firmado com o governo do Estado para contratar policiais militares em horário de folga. Atualmente, quando o Minhocão é fechado nos finais de semana e feriados, grades são instaladas nos acessos ao espaço, com o intuito de inibir a ação de criminosos. No entanto, a instalação de grades na Avenida São João não está prevista inicialmente, mas a possibilidade não foi descartada.

Para implantar o Programa Ruas Abertas na Avenida São João, a circulação de veículos será completamente interrompida na maioria dos cruzamentos que cortam a via, com exceção das avenidas Ipiranga e Duque de Caxias, indicou a SPTrans. A proposta inicial de ampliar o Ruas Abertas foi apresentada pela Associação Pró-Centro SP, com o intuito de fomentar as atividades que já são realizadas na região e estimular o turismo e o comércio local.

O projeto é coordenado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL), que pretende disponibilizar uma consulta pública em breve para que a população possa opinar sobre a iniciativa. Após as audiências públicas, a proposta será encaminhada para definição como política pública. Diversas secretarias municipais, como Cultura, Urbanismo e Licenciamento, Turismo e Esportes, juntamente com a Subprefeitura da Sé, irão trabalhar nas ativações para atrair o público para o centro nos domingos.

Em resumo, a ideia é promover atividades culturais, gastronômicas, infantis e esportivas para ativar e ocupar a avenida nos domingos, com segurança e de forma atrativa para a população. A consulta pública em breve e as audiências públicas serão os meios para a população opinar sobre a iniciativa, tendo em vista as necessidades e preferências da comunidade local.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo