Prefeitura de Jundiá entrega peixes para famílias carentes em tradição da Semana Santa: gesto de solidariedade e união.


Nesta quinta-feira, 28 de março, as famílias carentes do município de Jundiá foram beneficiadas com a entrega de peixes para a Semana Santa. Essa ação, que já se tornou uma tradição na gestão do prefeito Jorge Galvão, foi realizada pelas equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social, com destaque para a participação direta da secretária Bruna Galvão. As equipes percorreram as casas das famílias beneficiadas, levando o pescado e contribuindo para a celebração desta data tão importante para a comunidade.

O prefeito Jorge Galvão compartilhou em suas redes sociais a importância dessa iniciativa para a população de Jundiá. Em sua publicação, ele ressaltou: “Hoje entregamos o peixe da Semana Santa para todas as famílias de Jundiá! Uma iniciativa muito especial que já virou tradição. Vamos fazer parte desse momento de união e reflexão, presentes na mesa de cada jundiaense. Desde já desejo a todos uma Feliz Páscoa!”. Essas palavras evidenciam o compromisso da gestão municipal em promover a solidariedade e o cuidado com os mais necessitados.

A secretária Bruna Galvão também enfatizou a importância desse momento especial para a comunidade de Jundiá. Ela destacou o esforço das equipes em percorrer todo o município, garantindo que todas as famílias fossem beneficiadas com a entrega do peixe da Semana Santa. Para Bruna, essa ação vai além da solidariedade, é também uma forma de garantir o acesso à alimentação e promover a dignidade da população. “Uma Feliz Páscoa para todos!”, finalizou a secretária.

A distribuição desses peixes durante a Semana Santa em Jundiá mostra o comprometimento da gestão municipal com o bem-estar da população mais vulnerável. Através de iniciativas como essa, a cidade reafirma seus valores de solidariedade, união e cuidado com o próximo. Que essa ação inspire outras comunidades a promoverem ações semelhantes, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo