Polícia Militar mata homem em confronto durante a operação Escudo.


No último sábado, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo confirmou a morte de um homem de 37 anos de idade durante um confronto com a Polícia Militar, na cidade de Guarujá, no litoral paulista. De acordo com o órgão, o homem, que era acusado de tráfico de drogas, teria atirado na direção dos policiais ao ser avistado pela equipe de patrulhamento. O incidente ocorreu na tarde de sexta-feira (18).

Além da confirmação da morte, a secretaria informou que foram encontradas com o acusado porções de maconha, crack, cocaína, um rádio comunicador e anotações relacionadas ao tráfico. A arma utilizada pelo homem também foi apreendida e enviada para perícia.

A ação em Guarujá faz parte da Operação Escudo, que foi deflagrada no final do mês passado em resposta à morte do soldado Patrick Bastos Reis, integrante das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota). Desde então, essa operação já resultou na morte de 19 pessoas.

No dia anterior ao confronto em Guarujá, o delegado Thiago Selling, da Polícia Federal, também foi atingido por um tiro na cabeça durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na mesma cidade. O policial encontra-se em estado grave e foi transferido para o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

A Operação Escudo tem recebido críticas por parte de entidades de defesa dos direitos humanos, que têm denunciado invasão de domicílios, torturas e execuções sumárias por parte das forças de segurança. Até o momento, não há previsão para o fim da operação.

É importante ressaltar que eventos como esse são notícias em andamento, e podem ocorrer atualizações e mais detalhes ao longo do tempo. Estaremos acompanhando os desdobramentos e trazendo novas informações assim que possível.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo