Polícia Federal resgata mais 7 trabalhadores de Alagoas em situação de escravidão em fazenda de café no Espírito Santo.

Nesta quarta-feira (15), a Polícia Federal realizou mais um resgate de trabalhadores alagoanos em condições de escravidão. Desta vez, um grupo de sete trabalhadores foi encontrado em uma fazenda de café na cidade de Governador Lindenberg, no Espírito Santo.

Esse resgate ocorre um dia após a operação que salvou 12 trabalhadores em Brejetuba, também no Espírito Santo. A atuação da PF foi fundamental para garantir a libertação dessas pessoas em situação degradante.

Segundo informações da secretária de Assistência Social de Penedo, Ana Teresa Koenigkan, as denúncias que levaram aos resgates foram recebidas de forma separada, mas apontavam para situações semelhantes de exploração e abuso.

Os trabalhadores resgatados serão trazidos de volta para Alagoas por uma van do município de Penedo, onde receberão apoio e assistência adequados. O superintendente do Trabalho e Emprego em Alagoas, Cícero Filho, destacou que os direitos trabalhistas dos resgatados serão assegurados e que o fazendeiro responsável pela exploração foi autuado.

É inadmissível que em pleno século XXI ainda existam casos de trabalho escravo, como o ocorrido nessa fazenda de café. O fazendeiro pretendia pagar apenas R$ 1 mil a cada trabalhador, o que configura uma clara violação das leis trabalhistas e dos direitos humanos.

A atuação firme da Polícia Federal e das autoridades locais é essencial para combater e erradicar esse tipo de prática abominável. Espera-se que a justiça seja feita e que os responsáveis por essas violações sejam punidos de acordo com a lei. A sociedade não pode tolerar a escravidão em nenhuma de suas formas.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo