Outras três barracas, além da Carlitos, serão removidas na orla de Maceió, informa a Prefeitura.


Três barracas localizadas na orla de Maceió serão demolidas devido a uma decisão judicial datada de 2015 que visava combater a ocupação desordenada nessa região. No entanto, somente agora a ordem judicial está sendo executada, impulsionada pelo avanço do mar ao redor das barracas.

A sentença proferida em 2015 tinha como objetivo coibir a ocupação irregular na orla de Maceió, mas somente agora a Prefeitura vai iniciar o processo de demolição das construções, em meio à necessidade de contenção das áreas afetadas pelo avanço do mar.

A Prefeitura de Maceió já tem realizado obras de contenção para evitar danos maiores causados pelo avanço do mar, e a demolição das barracas será aproveitada para realizar um serviço completo, reestabelecendo a área e garantindo maior segurança aos moradores e frequentadores da orla.

Até o momento, a Prefeitura não divulgou as datas precisas nem os nomes das barracas que serão demolidas. No entanto, a célebre barraca Carlitos deu início ao processo de remoção de seus equipamentos nesta terça-feira, dia 22. Um acordo firmado entre a Prefeitura e os proprietários determinou que a demolição ocorrerá nesta sexta-feira, dia 25.

A decisão judicial de demolir as barracas envolve tanto a questão da ocupação desordenada quanto a necessidade de preservar a orla de Maceió diante do avanço do mar. Essa medida visa proteger a região e garantir a segurança da população, além de preservar o meio ambiente.

As obras de contenção realizadas pela Prefeitura de Maceió são de extrema importância para enfrentar os problemas causados pela erosão costeira. Essa ação também se alinha com a necessidade de se prevenir contra futuros danos e assegurar a qualidade de vida da população local.

Com as demolições das barracas, espera-se que a orla de Maceió possa ser revitalizada, oferecendo uma experiência ainda melhor para moradores e turistas. Contudo, é importante lembrar que ações como essa demandam um planejamento minucioso, garantindo que as intervenções sejam realizadas de forma adequada e dentro dos prazos estabelecidos.

É fundamental que a população e os proprietários das barracas compreendam a importância dessas medidas para o bem-estar e a preservação da orla de Maceió. O avanço do mar é uma realidade que precisa ser enfrentada de forma responsável, com ações efetivas que garantam a proteção do local e a segurança de todos os envolvidos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo