Operação Lazzaroni desarticula três organizações criminosas com atuações no Litoral Norte de Alagoas.


A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e o Ministério Público do Estado, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), coordenaram, nesta sexta-feira (12), uma operação integrada entre as Polícias Civil e Militar com o objetivo de prender integrantes de três organizações criminosas. A operação foi denominada de Lazzaroni e cumpre 15 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão em Maceió e nos municípios de Paripueira e Barra de Santo Antônio.

A operação Lazzaroni é fruto de um trabalho investigativo realizado pelo GAECO e pela 3ª companhia independente, da Polícia Militar de Alagoas. A coordenação da ação também é realizada pelo grupo ministerial e pela comandante daquela companhia, Capitã Danilva.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital e foram cumpridos em Maceió, nos bairros da Gruta de Lourdes e Ipioca, e em Paripueira e Barra de Santo Antônio.

De acordo com as investigações, as organizações criminosas atuavam na prática dos crimes de tráfico de drogas, porte ou posse ilegal de arma de fogo e homicídios.

Até o momento, oito pessoas foram presas. Elas foram levadas para a sede da DEIC, no bairro da Santa Amélia, para os devidos procedimentos.

Lazzaroni

A operação ganhou o nome Lazzaroni inspirado no significado do termo em italiano, que significa mendigo. Nas regiões investigadas, os integrantes das organizações criminosas comercializavam grande quantidade de drogas em pedaços pequenos e para isto os traficantes recrutavam pessoas para fazerem o serviço de aviãozinho, mas que possuíam aparência de mendigos.

Para o cumprimento dos mandados durante a operação integrada, foram empregados policiais da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (TIGRE), ASFIXIA, militares da 3ª Companhia Independente, do Batalhão de ROTAM, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Batalhão de Policiamento de Eventos (BPE) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). A P2 do Comando de Policiamento da Capital (CPC) também participou da ação.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo