Operação integrada coordenada pelo Ministério Público e Secretaria de Segurança combate tráfico de entorpecentes em Alagoas e São Paulo.


O Ministério Público do Estado de Alagoas e a Secretaria de Estado da Segurança Pública estão coordenando uma operação integrada nesta sexta-feira, 09, com o objetivo de combater o tráfico de entorpecentes. A operação, intitulada Cruzeiro do Sul, está cumprindo nove mandados de prisão e nove de busca e apreensão na parte alta de Maceió, Rio Largo, Satuba e São Paulo. Até o momento, três pessoas já foram presas em Rio Largo.

As investigações, que duraram cerca de sete meses, foram realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, e contaram com o apoio do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Os mandados judiciais foram expedidos pela 17ª Vara Criminal.

O objetivo do trabalho investigativo é desarticular uma organização criminosa que atuava no tráfico de entorpecentes principalmente no Conjunto Cruzeiro do Sul, localizado em Rio Largo, Satuba, Maceió e Guarulhos. Também haverá cumprimento de mandados de prisão em São Paulo, onde estão alguns suspeitos de fornecerem a droga para ser revendida em Alagoas. A operação ganhou este nome em razão de os líderes concentrarem a maior parte do comércio ilegal de entorpecentes no Conjunto Cruzeiro do Sul, situado no município de Rio Largo.

O efetivo participante da operação inclui policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária – BPRv, 8° Batalhão de Polícia Militar, policiais civis da Seção de Capturas/DRACCO e do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial – TIGRE, além do comando de Aviação Aérea de Alagoas (Comave).

A ação demonstra o empenho das autoridades em combater o tráfico de entorpecentes e desarticular organizações criminosas que atuam nesse ramo. A prisão de três suspeitos em Rio Largo é um importante passo nesse sentido, demonstrando que a operação integrada está atingindo seus objetivos. Espera-se que as autoridades continuem a dedicar esforços para combater efetivamente o tráfico de drogas em Alagoas e em todo o país.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo