No mês de julho, o número de mortes violentas no Rio de Janeiro apresentou uma redução significativa de 33%, segundo levantamento do Instituto de Segurança Pública.


No mês de julho deste ano, a cidade do Rio de Janeiro registrou uma queda significativa nos índices de Letalidade Violenta. De acordo com informações divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), essa redução chegou a 33%, resultando em um dos menores números de vítimas para o mês desde o ano de 1991. Esse indicador abrange crimes como homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte, morte por intervenção policial e roubo seguido de morte.

Em relação aos números, no total foram contabilizados 299 óbitos no último mês, em comparação com os 445 registrados no mesmo período de 2022. Outro dado relevante é que o Rio de Janeiro atingiu o menor número de homicídios em julho nos últimos 32 anos. Houve uma queda de 30% nesse tipo de crime e uma redução de 42% nas mortes por intervenção policial.

O governador do estado, Cláudio Castro, destacou a importância dessa diminuição nas mortes violentas e ressaltou os investimentos em tecnologia e treinamento realizados pelas forças de segurança. Ele enfatizou que a redução desses índices é algo que tem sido cobrado frequentemente das polícias Civil e Militar, e que o trabalho conjunto entre elas para alcançar esse resultado é algo a ser valorizado.

Outro aspecto que merece destaque é o aumento no número de apreensões de fuzis. Houve um crescimento de 53%, com um total de 444 armas retiradas das mãos do crime organizado apenas no último mês. Ao longo dos sete primeiros meses deste ano, foram retiradas de circulação um total de 4.186 armas de fogo. Além disso, as polícias civil e militar realizaram, em média, 106 prisões em flagrante por dia e recuperaram cerca de 42 veículos roubados.

Em relação aos crimes contra o patrimônio, os resultados também foram bastante positivos. O roubo de cargas teve uma queda de 52%, alcançando o menor número de casos para o mês de julho desde 1999. O roubo de veículos também apresentou a menor quantidade de ocorrências para o mês desde 1991, com 844 notificações a menos. Já os roubos de rua, que incluem roubo a pedestres, roubo de aparelhos celulares e roubos em coletivos, registraram uma diminuição de 24%, atingindo o menor número para o mês desde 2004.

Marcela Ortiz, diretora-presidente do ISP, destacou a importância do uso de inteligência e da integração entre as polícias estaduais na redução dos roubos de veículos. Ela também ressaltou que outros crimes contra o patrimônio, que geram uma grande sensação de insegurança na população, estão diminuindo e que esses resultados podem ser considerados uma vitória para a segurança do estado.

Em resumo, os dados divulgados pelo ISP mostram uma significativa diminuição na Letalidade Violenta no Rio de Janeiro durante o mês de julho. Essa queda nos índices de criminalidade é resultado do investimento em tecnologia e treinamento das forças de segurança, bem como da atuação integrada das polícias Civil e Militar. A apreensão de armas de fogo e a redução nos roubos de cargas, veículos e nas ruas também contribuíram para esse cenário positivo.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo