MUNICIPIOS – “Ministério lança prêmio para valorizar mulheres pescadoras e aquicultoras em sete categorias distintas”

O Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) formalizou a criação do Prêmio Mulheres das Águas, que será concedido anualmente para valorizar as mulheres que se destacam tanto na pesca quanto na aquicultura. Com a publicação da portaria MPA nº 150/2023 na última quinta-feira, as inscrições para o prêmio serão abertas no próximo dia 30 e se encerram em 30 de dezembro.

A honraria será oferecida em sete diferentes categorias e tem o objetivo de dar protagonismo às pescadoras e aquicultoras, combatendo a invisibilidade das mulheres no setor. A chefe da Assessoria de Participação Social e Diversidade do MPA, Adriana Toledo, destaca que as mulheres desempenham um papel essencial no setor pesqueiro e aquícola, porém muitas vezes têm seu trabalho visto como mera ajuda. Com cerca de 500 mil mulheres pescadoras artesanais no Brasil, o prêmio busca empoderar e dar protagonismo às mulheres pescadoras e aquicultoras, conforme ressaltado pelo ministro André de Paula.

As mulheres podem concorrer em sete categorias distintas: Pesca Artesanal em Águas Marinhas, Pesca Artesanal em Águas Continentais, Pesca Industrial, Pesca Amadora e Esportiva, Aquicultura, Pesquisa e Gestão (pública ou privada). As inscrições podem ser feitas de três maneiras: por indicação dos membros do Conselho Nacional de Aquicultura e Pesca (CONAPE), por inscrição direta ou por indicação de organizações da sociedade civil que atuam no segmento de pesca e aquicultura.

Mesmo representando 49% dos pescadores profissionais no Brasil, as mulheres ainda enfrentam limitações em relação ao reconhecimento e visibilidade de seu trabalho. O Prêmio Mulheres das Águas busca dar visibilidade, reconhecimento e fortalecer o protagonismo das mulheres pescadoras e aquicultoras. O processo de seleção será conduzido por meio de edital, com as candidaturas avaliadas por uma comissão, composta por representantes das secretarias nacionais da Pesca Artesanal, da Pesca Industrial, de Aquicultura e de Registro, Monitoramento e Pesquisa.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo