MUNICIPIOS – Marcha a Brasília discute desafios municipais no enfrentamento das mudanças climáticas com especialistas nacionais e internacionais.


A última semana foi marcada pela realização da assembleia geral da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e pela programação da XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que abordou os desafios municipais no enfrentamento das mudanças climáticas. Especialistas nacionais e internacionais enfatizaram a urgência de lidar com os impactos das alterações climáticas nas cidades brasileiras.

Durante os debates mediados pelo presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, Rudovino Lopes, coordenador do Comitê Jurídico de Reformulação do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, destacou a importância da criação de novos instrumentos e formas de gestão para lidar com as mudanças climáticas. Ele ressaltou que essas mudanças afetam não apenas as áreas verdes, mas toda a cadeia econômica.

Lopes também enfatizou a necessidade de uniformização das iniciativas entre as administrações locais e a importância do respaldo legal para a implementação das políticas climáticas. Segundo ele, sem um marco legal regulatório adequado, os municípios enfrentam dificuldades para atuar de forma estruturada nessa área.

Por sua vez, Peter Von Bolen Und Halbach, CEO da VBH, destacou a representatividade do Brasil no cenário global e manifestou interesse em cooperar com a CNM e os municípios brasileiros no combate às mudanças climáticas. Ele ressaltou a importância do país na geração de energias renováveis e se comprometeu a colaborar fornecendo recursos financeiros para promover o crescimento e a resiliência das cidades diante dos desafios climáticos.

Outro ponto importante debatido foi a iniciativa da Cooperativa de Projetos de Carbono, desenvolvida no Município de Peabiru, no Paraná, para combater as mudanças climáticas. A presidente do Instituto Clima, Maria Tereza Uille, destacou a importância de ações locais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, mesmo em locais sem indústria.

Além disso, a presença da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e do secretário de Relações Internacionais de São Paulo, Aldo Rebelo, no painel reforçou a importância do tema e a necessidade de cooperação entre diferentes esferas de governo para enfrentar os desafios das mudanças climáticas.

A realização da XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios certamente trouxe reflexões importantes sobre a necessidade de ações concretas e integradas para lidar com as mudanças climáticas e garantir um futuro sustentável para as cidades brasileiras.

Por Allan Oliveira.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo