MUNICIPIOS – Contadores são protagonistas na destinação do Imposto de Renda para conselhos municipais, reforçando compromisso social e impacto positivo.


No contexto tributário brasileiro, os contadores desempenham um papel crucial não apenas na gestão financeira de empresas e indivíduos, mas também como agentes impulsionadores de impacto social. Em meio à intricada teia de obrigações fiscais, sua especialização é atualmente convocada para uma missão mais abrangente: promover a destinação de uma parcela do Imposto de Renda para os Conselhos Municipais da Criança e do Adolescente e da Pessoa Idosa. Esse movimento não apenas reforça o comprometimento social da classe contábil, mas também amplia a abrangência e a eficácia das políticas públicas voltadas para esses grupos vulneráveis.

Os contadores, enquanto facilitadores do processo tributário, ocupam uma posição estratégica para aconselhar seus clientes sobre as vantagens e procedimentos para a doação do Imposto de Renda aos Conselhos Municipais. Seu papel transcende o aspecto meramente técnico-financeiro e abraça uma dimensão de responsabilidade social e cidadania ativa. Ao fornecer informações claras e orientações precisas, os contadores capacitam os contribuintes a tomarem decisões conscientes sobre a destinação de seus impostos, ampliando o impacto positivo nos municípios.

Reconhecendo a importância desses profissionais, a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) convidou o Conselho Regional de Contabilidade de Alagoas (CRC/AL) para ser um dos parceiros da Campanha “Imposto do Bem”, juntamente com outras 10 entidades de grande relevância para a sociedade.

A destinação de parte da restituição do Imposto de Renda representa uma forma legal e segura de apoiar e incentivar o trabalho dos conselhos de direitos que atuam nos municípios alagoanos, estimulando ações e projetos sociais que visam promover dignidade e garantir os direitos daqueles mais necessitados.

Essa atribuição faz parte das iniciativas sociais contempladas nas leis de incentivo fiscal do governo federal e possibilita a direcionamento de recursos do Imposto de Renda para fundos especiais. A campanha oferece informações detalhadas sobre como destinar parte do Imposto de Renda para os Conselhos, facilitando o processo para os contribuintes interessados em contribuir para o bem-estar e desenvolvimento desses grupos vulneráveis.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo