Motorista de creche em Maceió é preso por aliciamento de criança para conseguir imagens íntimas da mãe: entenda o caso.

A Polícia Civil de Alagoas realizou uma operação nesta segunda-feira, 04, que resultou na prisão do motorista de uma creche em Maceió. O indivíduo estava sendo investigado por aliciamento de uma criança com o intuito de obter imagens íntimas da mãe dela. Segundo a denúncia, o homem teria prometido chocolates para uma menina de oito anos em troca de vídeos e fotos da vítima. Ele deverá responder por corrupção de menores e registro não autorizado de intimidade.

O Boletim de Ocorrência foi registrado pela mulher no dia 23 e a investigação ficou sob responsabilidade da delegada Teíla Rocha, da Delegacia Especial dos Crimes Contra Crianças e Adolescentes. Após pedido da polícia, o mandado de prisão foi expedido pela 14ª Vara Criminal da Capital. O suspeito já foi interrogado pela delegada na manhã de hoje.

Nas redes sociais, a mãe compartilhou prints e relatou o ocorrido, destacando a importância dos pais estarem atentos ao uso de celulares por seus filhos. Ela ressaltou que, mesmo necessitando de contato devido à correria do dia a dia, é crucial que os responsáveis evitem que as crianças tenham acesso a smartphones, devido aos perigos que estão presentes no mundo digital.

A mãe também revelou que, ao deixar a filha na creche, fechou um pacote que incluía o transporte, confiando no motorista que, aparentemente, aparentava ser um homem de bem. No entanto, lamentavelmente, ele aliciou a criança para obter imagens da mãe em troca de chocolates. A mãe enfatizou sua indignação com a situação e ressaltou a importância de alertar outros pais sobre a necessidade de ficar atentos aos possíveis perigos que seus filhos podem enfrentar.

Este episódio é um alerta para a sociedade e destaca a importância de orientar e proteger as crianças em um mundo cada vez mais digital e conectado. A Polícia Civil segue investigando o caso e reforçando a necessidade de denunciar qualquer tipo de abuso ou exploração infantil.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo