Morre Zagallo, o único tetracampeão mundial, aos 92 anos: relembre carreira do ídolo brasileiro do futebol


O futebol brasileiro perdeu um de seus maiores ídolos na noite desta sexta-feira. Zagallo, ex-jogador e ex-técnico, faleceu aos 92 anos no Hospital Barra D’or, no Rio de Janeiro, em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Ele estava internado desde o dia 26 de dezembro e não resistiu à “progressão de múltiplas comorbidades previamente existentes”. Sua morte foi lamentada por clubes e fãs de todo o mundo.

Zagallo era conhecido carinhosamente como “Velho Lobo” e teve uma carreira brilhante no futebol. Único brasileiro campeão mundial como jogador e treinador, ele encerrou sua trajetória em 2006, após a Copa do Mundo da Alemanha. Desde então, conviveu com inúmeros problemas de saúde e passou por várias internações.

Além de deixar um legado de conquistas no esporte, Zagallo também será lembrado como um pai devotado, avô amoroso, sogro carinhoso, amigo fiel e profissional vitorioso. Em uma nota publicada nas redes sociais, sua família agradeceu a Deus pelo tempo que puderam conviver com ele e pediu conforto nas boas lembranças e no grande exemplo que deixou.

Com a morte de Zagallo, não há mais nenhum jogador vivo que tenha sido titular na final da Copa do Mundo de 1958, quando o Brasil conquistou seu primeiro título mundial. Zagallo e Pelé eram os últimos remanescentes daquele time histórico. No entanto, Zagallo foi o último a nos deixar, aos 92 anos, tornando-se o que viveu por mais tempo dentre aqueles que iniciaram em campo na conquista da Copa do Mundo.

O futebol brasileiro e mundial perde não apenas um ídolo, mas um símbolo de determinação, paixão e talento. Zagallo fará muita falta, mas seu legado continuará vivo nas memórias daqueles que tiveram a oportunidade de conviver e assistir o “Velho Lobo” em ação. Que descanse em paz.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo