Ministro da Integração Regional participa de reunião para discutir colapso da mina 18 da Braskem em Maceió e enfatiza importância do compartilhamento de informações para evitar fake news.

O ministro da Integração Regional, Waldez Góes, esteve presente na segunda reunião técnica do Sistema Nacional de Proteção da Defesa Civil, nesta sexta-feira (1), para discutir os possíveis desdobramentos do colapso da mina 18 da Braskem, localizada no antigo campo do Mutange, em Maceió.

A reunião aconteceu de forma virtual, onde o ministro ressaltou a importância do compartilhamento de informações entre os órgãos que compõem os sistemas de Defesa Civil Nacional, Estadual e Municipal. O objetivo é evitar informações desencontradas e a disseminação de fake news, que podem gerar pânico na população.

Waldez Góes expressou seu compromisso em acompanhar de perto a situação e buscou mais informações para poder fortalecer a ação dos envolvidos no atendimento à população. Ele também destacou a importância da elaboração de um Plano de Contingência para enfrentar a possibilidade de desastre, incluindo um Plano de Comunicação eficaz para manter a população informada, sem gerar pânico.

Além disso, o ministro ressaltou a importância da atuação conjunta do governador, do prefeito de Maceió e demais lideranças políticas do estado. Ele mencionou o apoio recebido do presidente Lula e do presidente Alckmin nesse sentido.

A Defesa Civil Municipal informou que a velocidade da movimentação do solo em torno da mina 18 continua alta, mas com estabilização nas últimas horas. A área foi desocupada e isolada com tapumes como medida preventiva.

O coronel Moisés Melo, coordenador da Defesa Civil Estadual, endossou a preocupação do ministro em relação à divulgação de informações para a população, para evitar a disseminação do pânico. Ele enfatizou a importância da participação do governo federal e a integração com os entes federativos para superar a situação.

Em meio à incerteza em relação ao possível colapso da mina 18 da Braskem, as autoridades enfatizaram a necessidade de cooperação e compartilhamento de informações para trazer soluções e tranquilizar a população. A atuação integrada entre os diferentes órgãos é fundamental para lidar com a situação de forma eficaz e minimizar os impactos negativos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo