Médicos são executados em quiosque da Barra da Tijuca enquanto participavam de congresso de cirurgia minimamente invasiva


Imagens de câmeras de segurança de um quiosque na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, registraram o momento chocante em que três médicos foram mortos por três criminosos. O triste episódio ocorreu na madrugada desta quinta-feira (5), quando o veículo em que os bandidos estavam parou na Avenida Lúcio Costa e os assassinos desceram e correram em direção às vítimas, efetuando mais de 20 disparos. Um quarto médico também foi baleado e levado para um hospital próximo.

De acordo com as imagens gravadas pelas câmeras de segurança, o crime ocorreu por volta de 0h59 e durou menos de 30 segundos. Durante a ação, dois clientes que estavam sentados em uma mesa do estabelecimento conseguiram correr e escapar dos tiros. Os ortopedistas, que foram vítimas desse ato de violência, estavam hospedados no Hotel Windsor, localizado na mesma avenida onde ocorreu o homicídio. Vale ressaltar que o hotel sedia a partir de hoje o 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo.

Apesar da agilidade e prontidão dos policiais do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes), que realizaram buscas na região, nenhum suspeito foi preso até o momento. A Polícia Civil do Rio de Janeiro acredita que se trata de uma execução, uma vez que nada foi levado pelos criminosos e eles chegaram atirando, surpreendendo as vítimas. Testemunhas relataram que os atiradores não falaram nada durante a ação.

A população local e a comunidade médica estão consternadas com o ocorrido, que evidencia o clima de insegurança vivido em algumas regiões do Rio de Janeiro. Espera-se que as autoridades responsáveis investiguem minuciosamente o caso e busquem os criminosos para que sejam responsabilizados pelos seus atos. É imprescindível que sejam tomadas medidas efetivas para garantir a segurança da população e, especialmente, daqueles que estão na cidade para participar de eventos científicos e profissionais. A violência urbana no Rio de Janeiro é uma triste realidade que precisa ser combatida de forma enérgica e estruturada.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo