Maceió se destaca no PAC Seleções com investimentos em creches, escolas e espaços esportivos para apoiar mães e famílias.


No município de Maceió, Alagoas, está prevista a construção de cinco novas obras e equipamentos que irão beneficiar diretamente as mães da região. Com uma população de 957 mil habitantes, a capital alagoana faz parte de um grupo de 48 municípios em todo o país que serão contemplados com intervenções do PAC Seleções.

Entre as melhorias planejadas estão a construção de uma creche, três escolas de tempo integral e um espaço esportivo comunitário. Essas iniciativas visam melhorar a qualidade de vida das famílias, desde o pré-natal até o final do ensino fundamental, além de contribuírem para aprimorar os serviços públicos oferecidos na região.

Além de Maceió, nove capitais brasileiras também terão ao menos quatro empreendimentos previstos pelo programa, sendo um deles destinado à melhoria da vida das mães. Outras cidades alagoanas, como Santana do Ipanema e Atalaia, também serão beneficiadas com a construção de obras e equipamentos que visam atender às demandas das comunidades locais.

No âmbito nacional, o PAC Seleções destinará um total de R$ 15,7 bilhões para viabilizar 3,6 mil obras e equipamentos em 2,4 mil municípios de todo o país. Dentre as intervenções previstas, estão a construção de maternidades, centros de parto normal, creches, escolas de tempo integral, espaços comunitários com parquinho, além da entrega de novos ônibus escolares.

O critério de seleção das localidades beneficiadas levou em consideração diversos fatores, como altos índices de mortalidade materna, vulnerabilidade socioeconômica e déficit educacional. Com a implementação dessas obras, o governo federal busca reduzir as taxas de mortalidade materna em todo o país, estabelecendo metas claras para os próximos anos.

O PAC Seleções é fruto de uma parceria entre estados, municípios e o Governo Federal, que atuaram em conjunto na definição das prioridades de investimento em cada região. Além das melhorias na área da educação e saúde materna, o programa contempla também outras áreas, como cultura, segurança hídrica, saneamento básico e preservação do patrimônio histórico.

No total, o Novo PAC prevê investimentos de R$ 1,7 trilhão, com recursos provenientes tanto do governo quanto da iniciativa privada. Com eixos estratégicos bem definidos, o programa busca promover o desenvolvimento sustentável em diversas áreas, incluindo educação, ciência, tecnologia, saúde e segurança hídrica, beneficiando milhares de brasileiras em todo o país.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo