MACEIÓ – Pássaros de origami representam a luta antimanicomial em Maceió: uma celebração à liberdade e autonomia no tratamento de saúde mental.


No mês de maio, a Secretaria de Saúde de Maceió (SMS) celebrou a luta antimanicomial com uma representação artística no pátio interno que chamou a atenção de todos que passavam pelo local. A iniciativa, idealizada pela Coordenação Técnica de Atenção Psicossocial do município, consistiu em uma exibição de pássaros coloridos feitos com dobraduras de papel, conhecidas como origami.

Essa representação artística foi pensada em referência ao tema escolhido para o Dia Nacional de Luta Antimanicomial deste ano, que teve como lema “Liberta-te. Da opressão à expressão”. Embora a tradicional mostra da produção artística dos usuários nas oficinas terapêuticas não tenha ocorrido devido à reforma das unidades CAPS, a coordenadora técnica da área na SMS, Roseane Farias, enfatizou a importância de marcar a data no município.

A instalação dos pássaros de origami tinha como propósito estimular a reflexão sobre a relevância do movimento antimanicomial e a integração dos usuários à sociedade. Mensagens de figuras importantes como Nise da Silveira, informações sobre a Lei da Reforma Psiquiátrica no Brasil e frases dos próprios usuários dos CAPS foram incluídas nos pássaros, tornando a exposição ainda mais significativa.

O movimento antimanicomial, criado em 1987, destaca a importância do respeito aos direitos fundamentais das pessoas em sofrimento mental, incluindo o direito à liberdade e à convivência em sociedade. Além disso, ressalta o papel crucial dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) na promoção do cuidado humanizado e na construção de vínculos entre os usuários e a sociedade.

A Lei Nº 10.216/2001, fruto desse movimento, marcou o fim dos manicômios e internações prolongadas como formas de tratamento, garantindo o acesso das pessoas com transtornos mentais a um cuidado humanizado. Os Caps e outras iniciativas que promovem a autonomia dos usuários, como as residências terapêuticas, são fundamentais para a consolidação desse modelo de cuidado. A instalação artística na SMS simbolizou todo esse esforço e comprometimento com a luta antimanicomial, destacando a importância de um tratamento digno e respeitoso para todos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo