Maceió contribui na elaboração do primeiro Plano de Manejo brasileiro, direcionado para o bem-estar de cães e gatos.

Em busca de diretrizes para reformular as políticas locais e traçar um plano federal, a Secretaria de Bem-estar Animal de Maceió firmou sua presença no Seminário do Programa Nacional de Manejo Populacional Ético de Cães e Gatos, uma iniciativa louvável do Ministério de Meio Ambiente (MMA). O seminário, realizado na quinta-feira (10), sinalizou aos participantes a urgência e a necessidade de decidir sobre questões de saúde e sociedade que envolvem o tratamento de cães e gatos nas cidades brasileiras.

Demonstrando a relevância da ocasião, o seminário coincidiu com o Dia do Protetor de Animais, celebrado em todo o Brasil. A complexidade e o alcance do evento atraiu uma gama notável de especialistas do país para discutir cada aspecto da frente de ação que faz parte do Plano de Manejo de cães e gatos.

Enviados para representar a Prefeitura de Maceió, o secretário Gabriel Gomes e a diretora técnica Evelynne Marques, ambos representando a Secretaria Extraordinária do Bem-Estar Animal, trouxeram suas respectivas experiências e expectativas para a mesa aberta de discussão.

O Secretário Gomes ressaltou a importância de desenvolver ações em âmbito municipal que estejam alinhadas ao cenário nacional. Ele destacou a necessidade de buscar um equilíbrio entre as considerações técnicas e o apelo popular, sempre buscando o bem-estar animal como princípio orientador.

Nos meses de junho e julho, o planejamento do seminário foi caracterizado por discussões abertas e inclusivas que envolveram a sociedade civil, conselhos profissionais, estados, municípios, os poderes Judiciário e Ministério Público, além de todos os atores diretamente ou indiretamente envolvidos na proteção animal. A importância da colaboração contínua foi enfatizada na série de reuniões técnicas que se seguiram, com a contribuição valiosa dos principais pesquisadores do tema no Brasil.

Os 17 Grupos de Trabalho (GTs) que participaram trouxeram contribuições significativas ao desenvolvimento do plano federal de manejo de cães e gatos. Eles abordaram uma ampla gama de questões, desde investimentos em castração até os desafios da acumulação de animais e problemas resultantes de uma gestão inadequada de cães e gatos comunitários.

Com sua ampla experiência e conhecimento, a Diretora Técnica Evelynne Marques coordenou uma seção sobre educação ambiental em guarda responsável. Fato que mostra a importância do debate para os formuladores de políticas influentes presentes no evento.

A Secretaria de Bem-estar Animal de Maceió, a primeira secretaria de sua cidade voltada exclusivamente para questões animais, continua sua luta pela causa, com foco em castração, educação ambiental, posse responsável e estratégias assistenciais.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo