Jó Pereira solicita reformulação nas estratégias adotadas pela Seprev


Foto: Comunicação ALE

Após casos recentes de violência em Alagoas, a deputada Jó Pereira (PSDB) criticou nesta terça-feira, 16, na Assembleia Legislativa, a falta de articulação da Seprev (Secretaria de Estado de Prevenção à Violência) com outras pastas do Governo, como Educação e Assistência Social. “A criação da antiga Sepaz se deu a partir do entendimento do Governo de Alagoas de que a superação da violência vai além de um problema unicamente de segurança pública, mas passa por um conjunto de valores definidos ao longo do tempo, que constituíram a sociedade a partir de uma cultura de violência”, leu a deputada, direto do site da Seprev, o institucional da Secretaria. “Mudanças no comportamento e na cultura da sociedade, introduzindo um novo modo de pensar e agir sem violência, passam a ser o grande desafio do Governo ao criar a Sepaz”, reforçou na leitura.

Enfática ao ler sobre o “novo modo de pensar e agir sem violência”, a deputada disse ser necessário que a pasta do Governo do Estado articule com as demais secretarias para que ela “funcione como deve funcionar: promovendo uma cultura de paz, não violenta”. “A fala convence, mas o exemplo arrasta”, disse Jó Pereira, afirmando que a mudança cultural deve acontecer pelo exemplo, especialmente em uma pasta de importante política pública para a sociedade.

Jó Pereira completou sua fala lembrando que é preciso respeitar a adversidade, e que sem isso casos de intolerância religiosa, racismo e violência contra a mulher continuarão. “Enquanto não promover a cultura da paz, isso vai ser cada vez mais presente”, afirmou a deputada. Ela finalizou reforçando que é preciso mudar a Seprev para que esta aja com políticas intersetoriais, como educação, justiça social e inclusão. “Ou casos de violência vão continuar acontecendo”.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo