Intervenção faz homenagem aos moradores das áreas afetadas pelo afundamento do solo em Maceió


 

 

Nesta terça-feira, 2, dia de Finados uma intervenção que aconteceu na Praia da Pajuçara fez homenagem aos moradores removidos de suas casas por conta das rachaduras que comprometeram os imóveis, nos bairros atingidos pelo afundamento do solo provocado pela exploração de sal-gema, pela mineradora Braskem.

A ação, realizada pelo Projeto Rupturas, ganhou o nome de Finados Bairros e levou até as areias da praia a exposição, em varais, de 800 lenços brancos com fotografias que mostram a tragédia vivida pelos moradores e o problema socioambiental causado pela mineração.

“O Dia de Finados é muito representativo, perdemos muitos entes queridos e os homenageamos nessa época, mas o lugar em que vivemos é nossa identidade, e há quem tenha vivido a vida toda nesses bairros e perderam, também, suas raízes, seus espaços comuns”, disse o estudante de jornalismo Luan Oliveira que compareceu à intervenção.

O fotógrafo Jorge Vieira, idealizador da intervenção, contou que a preparação para a ação começou há dois meses, e que muitos turistas e maceioenses ficaram surpresos ao ver as fotografias.

“Definimos que seria no Dia de finados para fazer essa conexão com os bairros que também estão finando. As fotografias, mostram não apenas a problemática das casas e construções, mas também os detalhes que contam a história das pessoas que foram retiradas dos locais”, explicou o fotógrafo.

Ao final da ação, os lenços estampados serão vendidos por R$ 2,00 e o dinheiro arrecadado será doado para o Lar Luísa de Marillac, que tinha sua sede em Bebedouro mas precisou mudar de local por causa das rachaduras.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo