INTERNACIONAL – “Voo da FAB com repatriação de brasileiros de Gaza parte do Rio de Janeiro para o Egito nesta quinta-feira”

O resgate de brasileiros que estão na Faixa de Gaza continua sendo uma prioridade para o Governo Federal. Nesta quinta-feira (7), a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que um novo voo partirá do Rio de Janeiro em direção ao Egito, com o objetivo de repatriar os cidadãos que se encontram em meio ao conflito na região. Este será o 11º voo de repatriação de brasileiros em áreas de conflito no Oriente Médio na Operação Voltando em Paz.

A aeronave utilizada para o resgate será um KC-30 (Airbus A330 200) e decolará da Base Aérea do Galeão (BAGL). Além dos passageiros, a aeronave levará um carregamento de aproximadamente 11 toneladas de alimentos não perecíveis, fornecidos pelo Brasil para assistência humanitária.

O destino final da aeronave será o Aeroporto Internacional do Cairo, capital do Egito, com previsão de duração de voo de 15 horas. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, um total de 102 brasileiros e familiares próximos estão interessados em retornar ao Brasil a partir da Faixa de Gaza.

A solicitação para saída deste novo grupo da Faixa de Gaza pelo Portal de Rafah em direção ao Egito foi apresentada no mês de novembro, e o governo brasileiro aguarda autorização dos países responsáveis pela organização da saída de estrangeiros de Gaza para dar início ao processo de repatriação. O ministério também informou que permanece em contato constante com o grupo, oferecendo gêneros de primeira necessidade, abrigo, transporte e atendimento psicológico remoto.

A primeira leva de brasileiros que foi resgatada de Gaza chegou ao país em 13 de novembro, após um voo que partiu do Cairo em direção ao Brasil. Este voo trouxe 22 brasileiros de nascimento, sete palestinos naturalizados brasileiros e três palestinos familiares próximos.

Sobre o conflito na região, no dia 7 de outubro o Hamas, que controla a Faixa de Gaza, lançou um ataque surpresa de mísseis contra Israel, desencadeando uma série de eventos que resultaram em mortes, feridos e desabrigados em ambos os territórios. Este é um cenário complexo e delicado, que exige um esforço conjunto para garantir a segurança e a proteção dos cidadãos brasileiros que se encontram na região.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo