INTERNACIONAL – Presidente argentino propõe colaboração a Elon Musk para resolver conflito com o Twitter no Brasil, revela porta-voz da Presidência.

Presidente da Argentina oferece colaboração a Elon Musk em meio a conflito no Brasil

O presidente da Argentina, Javier Milei, anunciou recentemente que ofereceu colaboração ao empresário sul-africano Elon Musk, proprietário da plataforma X (antigo Twitter), em relação ao conflito que a rede social enfrenta no Brasil. A informação foi divulgada pelo porta-voz da Presidência argentina, Manuel Adorni.

Elon Musk, conhecido também por ser proprietário das empresas Tesla e SpaceX, se tornou alvo de uma investigação criminal no Brasil após acusar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de censura à plataforma e ameaçar desobedecer decisões judiciais.

No último fim de semana, Musk iniciou uma série de postagens nas redes sociais atacando o Judiciário brasileiro, especialmente o ministro Moraes, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em resposta, Lula criticou o avanço do extremismo de direita e defendeu as instituições democráticas do país.

O encontro entre Musk e Milei ocorreu na cidade de Austin, no estado norte-americano do Texas, onde a Tesla tem uma planta industrial. Durante a reunião, os dois empresários defenderam a liberalização de mercados e a liberdade de expressão sem limites.

No entanto, não ficou claro qual seria a colaboração que o presidente argentino poderia oferecer a Elon Musk em relação ao conflito com o Poder Judiciário no Brasil. A Agência Brasil tentou contato com o Ministério das Relações Exteriores e o Palácio do Planalto para obter mais informações, mas ainda aguarda resposta.

Essa situação pode gerar um impacto significativo nas relações entre Argentina, Brasil e demais países envolvidos, principalmente considerando os interesses econômicos e políticos em jogo. Até que haja um desfecho definitivo dessa questão, é importante estar atento às movimentações e declarações dos envolvidos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo