INTERNACIONAL – “Javier Milei toma posse como presidente da Argentina e promete um novo capítulo de paz e prosperidade”

O novo presidente da Argentina, Javier Milei, fez seu primeiro discurso na frente do Congresso Nacional, onde foi declarado presidente nesta manhã. Em suas primeiras palavras, ele enfatizou que hoje é o início de um novo momento para o país.

Milei declarou que a Argentina está entrando em uma nova era, dando fim a uma longa história de decadência. Ele ressaltou que a população expressou uma vontade de mudança e que hoje começa um período de paz, prosperidade, crescimento, desenvolvimento, liberdade e progresso.

O presidente destacou que o ajuste fiscal a ser feito será difícil no início e que haverá impactos no nível de atividade, emprego, salários reais e na quantidade de pobres e indigentes. Ele também afirmou que haverá inflação, mas ressaltou que esse é o último momento ruim antes da reconstrução do país.

Milei salientou que o ajuste na economia será focado no setor público, afirmando que “não há dinheiro” e que o governo anterior deixou uma situação crítica. O novo presidente enfatizou que a Argentina está enfrentando uma crise em diversas áreas, incluindo a saúde, a educação e a segurança. No entanto, ele expressou confiança de que seu governo irá superar as dificuldades.

Após seu discurso, Milei seguiu em carro aberto para a Casa Rosada, onde receberá chefes de Estado como o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, não estará presente na posse, mas enviou o chanceler Mauro Vieira para participar do evento.

Milei prometeu receber dirigentes políticos e sindicais com braços abertos, demonstrando uma postura de não perseguição aos opositores. Ele agradeceu o apoio de seus seguidores e afirmou que apesar dos desafios, a Argentina tem capacidade para superá-los e que hoje é o dia para dar início ao novo caminho do país.

O discurso do recém-empossado presidente argentino revelou a determinação de enfrentar os desafios econômicos e sociais do país, sinalizando uma agenda reformista e uma postura conciliadora em relação aos opositores políticos.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo