INTERNACIONAL – Hospital Al-Shifa em Gaza é alvo de bombardeios de forças de Israel apesar de avisos de evacuação, deixando várias vítimas.


As Forças de Defesa de Israel lançaram uma operação de alta precisão nas proximidades do Hospital Al-Shifa, localizado em Gaza, alertando a população civil para evacuar a área imediatamente. Mesmo com os avisos de evacuação, testemunhas relataram que o hospital foi alvo de bombardeios, resultando em um edifício em chamas e várias vítimas.

Segundo informações divulgadas pelo porta-voz do Exército de Israel nas redes sociais, um apelo foi feito aos moradores e deslocados do bairro Al-Rimal e arredores do Hospital Al-Shifa, orientando-os a se deslocarem imediatamente para o oeste e seguirem em direção à zona humanitária de Al-Mawasi, no sul da Faixa de Gaza, visando garantir a segurança da população.

Nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, as forças israelenses cercaram o Hospital Al-Shifa, que, segundo relatos, abrigava cerca de 30 mil pessoas. O porta-voz das Forças de Defesa de Israel confirmou que a operação visava áreas específicas do hospital, alegando que terroristas do Hamas estavam presentes no local, usando as instalações para lançar ataques.

Relatos da imprensa mencionam que a área cirúrgica do Complexo Médico Al-Shifa estava repleta de feridos quando foi atingida por mísseis israelenses, resultando em um incêndio no local. Abdullah Mohammed, médico do hospital, informou nas redes sociais que todas as salas de cirurgia estavam ocupadas no momento do ataque, impossibilitando a evacuação das pessoas.

O Ministério da Saúde palestino em Gaza confirmou que houve mortos e feridos, incluindo casos de asfixia de mulheres e crianças abrigadas no hospital. Relatos apontam que as equipes de resgate enfrentaram dificuldades devido à intensidade das chamas e dos ataques.

Os moradores do bairro Al-Rimal relataram a presença de tanques israelenses e veículos blindados na região, além de combates ao redor do hospital. No final do ano passado, o Exército israelense havia realizado uma operação no mesmo hospital, alegando ter encontrado munições, armas e equipamentos do Hamas, o que foi negado pelo movimento.

Durante a operação atual, o Exército israelense disse ter descoberto um túnel utilizado para atividades terroristas no Hospital Al-Shifa, convidando jornalistas a visitarem o local. A situação no hospital e seus arredores permanece tensa, com relatos conflitantes sobre as ações em curso e o número de vítimas. A comunidade internacional segue atenta e preocupada com o desenrolar dos acontecimentos na região.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo