Instituto Amor 21 recebe primeira edição do programa Inclusão em Ação da Prefeitura de Maceió para pessoas com deficiência.


No último sábado (30), o Instituto Amor 21 foi palco da primeira edição do programa Inclusão em Ação, uma iniciativa da Prefeitura de Maceió em parceria com diversas secretarias municipais. O objetivo do programa é promover serviços, cidadania e cuidado para pessoas com diferentes tipos de deficiência e seus familiares.

De acordo com a secretária Ana Paula Mendes, o programa será levado para todas as instituições que atendem pessoas com deficiência no município. Ela ressaltou a importância de ampliar essa rede de apoio e promover assistência, autoestima e cidadania para todos.

O Instituto Amor 21, assim como o programa, reconhece a importância de conceder assistência não apenas à pessoa com deficiência, mas também aos seus cuidadores. Tony Cabral, responsável pelas relações institucionais do Amor 21, destacou que não adianta investir apenas no desenvolvimento da pessoa com deficiência se a família estiver doente. Segundo ele, muitas vezes, quando uma criança é diagnosticada com síndrome de Down, a mãe é forçada a assumir sozinha os cuidados, o que pode causar uma sobrecarga emocional e física.

A idealização do programa Inclusão em Ação surgiu justamente dessa realidade enfrentada pelas famílias. A iniciativa leva diversos serviços sociais, de autoestima, cidadania e inclusão para as instituições que atendem pessoas com deficiência, fortalecendo essa rede de apoio. O programa foi lançado durante a campanha do Setembro Verde, mês da Pessoa com Deficiência, que tem como objetivo conscientizar sobre a importância da inclusão na sociedade.

Durante a primeira edição do programa, várias pessoas foram beneficiadas pelos serviços oferecidos. Além dos serviços de autoestima e bem-estar oferecidos pelas voluntárias do programa Emprega Mulher, os presentes tiveram acesso a serviços de vacinação, odontologia, clínico geral, Cadúnico, agendamento para emissão da Carteirinha de Identificação da Pessoa Autista (CipTea) e emissão do cartão Vamu Especial, que garante gratuidade no transporte público para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Mariana Moura, mãe de Téo, uma criança com síndrome de Down, enfatizou a importância de cuidar de si mesma para poder cuidar do filho. Durante a ação, ela aproveitou para receber uma massagem relaxante e escovar os cabelos. Mariana destacou que o filho adorou a iniciativa e já queria fazer massagem também.

Fátima, mãe de Marcelo, que está dentro do Espectro Autista, agendou a emissão da CipTea para o filho e emitiu o cartão Vamu, garantindo a gratuidade no transporte público. Ela ressaltou que ter acesso a essa passagem de ônibus é bastante importante, pois muitas vezes as famílias não têm dinheiro para pagar pelo transporte.

A primeira edição do programa Inclusão em Ação contou com a parceria das secretarias municipais da Saúde, Assistência Social, Esporte e Transporte e Trânsito. A iniciativa foi elogiada pelas pessoas atendidas e pelos colaboradores das instituições envolvidas, que destacaram a importância desses eventos para promover a cidadania das pessoas com deficiência.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!



Botão Voltar ao topo